Parlamento unânime no pesar pela morte de Rui Oliveira e Costa

Antigo membro do Conselho Leonino, ex-diretor do jornal do clube e comentador televisivo faleceu na terça-feira

• Foto: DR
A Assembleia da República aprovou esta sexta-feira, por unanimidade, um voto de pesar pela morte de Rui Oliveira e Costa, antigo dirigente da UGT, deputado do PSD e diretor da empresa de estudos de Opinião, Eurosondagem.

Rui Oliveira e Costa, que foi também comentador desportivo,membro do Conselho Leonino, diretor do jornal do Sporting e membro do Grande Oriente Lusitano (GOL), morreu na passada terça-feira, aos 73 anos, vítima de doença prolongada.

No voto apresentando pelo presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, caracteriza-se Rui Oliveira e Costa como uma "figura que se destacou publicamente por um percurso multifacetado, que vai do sindicalismo à política, passando pelas sondagens e pela ligação ao desporto".

"No campo político-partidário, Rui Oliveira e Costa foi deputado à Assembleia da República, nas III e IV Legislaturas, eleito nas listas do PPD/PSD, e membro da Comissão Nacional deste partido, de 1978 a 1986", do qual saiu depois de ter apoiado a primeira candidatura presidencial de Mário Soares.

Rui Oliveira e Costa, refere-se no texto de Ferro Rodrigues, aderiu mais tarde ao PS, tendo sido membro da sua Comissão Nacional, de 1989 a 2008.

"Integrou ainda comissões de honra das candidaturas presidenciais de Mário Soares, em 1986 e 1991, e de Jorge Sampaio, em 1996 e 2001. Como autarca, foi vereador da Câmara Municipal do Seixal, entre 1998 e 2001. No campo sindical, Rui Oliveira e Costa foi membro do Secretariado Nacional da UGT desde o seu I Congresso e membro do Conselho Económico e Social e da Comissão Permanente de Concertação Social", frisa-se ainda no voto de pesar do presidente da Assembleia da República.

No voto, salienta-se que o antigo dirigente sindical da UGT foi um "profundo conhecedor da realidade política e social do país, a que não era alheia a sua atividade como administrador e responsável técnico da Eurosondagem".

"Rui Oliveira e Costa distinguiu-se também no comentário político e desportivo. Foi autor do livro Lei Eleitoral para a Assembleia da República -- Proposta de Configuração de Círculos Uninominais, tendo lecionado Ciência Política e Relações Internacionais na Universidade Lusófona. Rui Oliveira e Costa era um homem afável, com uma grande alegria de viver, cuja falta será sentida por todos os que com ele privaram.", acrescenta-se no voto apresentado por Ferro Rodrigues.

Na quarta-feira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou a morte de Rui Oliveira e Costa e realçou a sua ação como dirigente sindical e o trabalho que desenvolveu na área dos estudos de opinião.

Numa mensagem publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa "lamenta pesarosamente o falecimento de Rui Oliveira e Costa, endereçando a toda a família enlutada as mais profundas condolências".

"Rui Oliveira e Costa destacou-se na vida pública portuguesa como dirigente sindical da UGT, tendo a sua dedicação às causas sociais pautado também a sua atividade política, designadamente como deputado à Assembleia da República pelo PSD", refere-se no texto.

"Destacou-se igualmente pelo trabalho que desenvolveu na área dos estudos de opinião, dando assim um relevante contributo à democracia e ao conhecimento da sociedade portuguesa", acrescenta-se.

Marcelo Rebelo de Sousa "recorda, nesta hora e já com saudade, a relação de amizade e o trato sempre cordial que perdurarão para além da sua partida".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas