Rúben Amorim: «No início custou a Sarabia mas ele sai daqui melhor jogador»

Treinador do Sporting e a saída do craque espanhol

O resumo do Sporting-Santa Clara: golos, casos e outros lances
As declarações de Rúben Amorim à Sport TV após a vitória caseira do Sporting sobre o Santa Clara, por 4-0.

Análise ao jogo e à época

Entrámos bem no início mas perdemos algumas bolas na construção. Alguma descompressão também. Jogar pelo Sporting é sempre uma alegria mas é um jogo algo complicado. Depois tivemos ocasiões e não demos hipóteses. Tudo o que fizeram demonstraram durante o ano. Eles fizeram uma época com bastantes pontos na Liga, passaram na Champions mas sem título sabe a pouco.

Sem golos sofridos esta noite

"Era o que queríamos, também curioso ao ver a quantidade de golos marcados sem uma referência ofensiva. Vários jogadores podem jogar lá, temos opções para enganar o adversário. Sofremos mais golos do que merecíamos esta época. Deixámos os adversários chegar menos vezes mas sofremos mais."

Estreias esta noite de João Virgína, Marsà e André Paulo

"É por tudo o que fizeram durante o ano. Virgína jogou mais este ano do que quando estava no Everton, o Marsà já vinha a merecer também, tinha jogadores à frente, o André Paulo com tranquilidade e qualidade nos pés. Não lhes dou nada, eles é que conquistam, merecem estes bocadinhos, obrigam os treinadores a metê-los."

Saída de Sarabía

"É difícil falar disso pois são mundos diferentes, ele também queria provar que é este jogador. O facto de nós com o negócio de Nuno Mendes podermos ir buscar um jogador de que outra forma não poderíamos... juntou-se tudo. Custou-lhe no início a adaptar-se a algo mais familiar, sem grande luxo na Academia e almoços, nos autocarros, mas ele vai melhor jogador daqui e vai ter dificuldades em lidar com menos exigência no treino. ficou mais querido em Espanha, tudo acabou bem, sabendo que é difícil ele continuar."

Próxima época e a lista de jogadores fundamentais? Prefere saída de Palhinha ou Matheus?

"Não quero estar a dizer, características deles são difíceis de encontrar. Também não queríamos perder o Nuno Mendes. Vinagre não teve adaptação total mas tem talento para crescer. Quando o João Mário saiu muitos não acreditavam no Matheus, foi preciso o Guardiola dizer que ele era um craque. Eles fazem coisas que os adeptos não olham tanto. Chega a todas as bolas, é muito forte no jogo aéreo. São difíceis de substituir mas não quero comprometer a direção, será o que tem de ser."

Próxima época

"Prometo o mesmo de sempre, lutar por todos os objetivos. Temos 23 campeonatos, o Benfica 30 e tal, o FC Porto 30. Estão habituados a ganhar e nós temos de ser competitivos. Estou pronto a trabalhar, preciso de descanso. E o grupo acima de tudo. Posso pôr tudo em jogo para elevar o patamar, vamos ver se consigo."
Por Record
8
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas