Rui Patrício e a chuva de tochas no dérbi: «Naquele momento fiquei f...»

Guarda-redes prestou esta segunda-feira depoimento no âmbito do julgamento do processo de Alcochete

• Foto: Fernando Ferreira

Rui Patrício admitiu esta segunda-feira, no depoimento que prestou, via skype, no âmbito do julgamento do ataque à Academia do Sporting, que, após a reunião que se seguiu à derrota com o Atlético de Madrid, o plantel sentiu que o presidente Bruno de Carvalho "estava a tentar virar os adeptos contra os jogadores".

Já sobre a chuva de tochas no Sporting-Benfica, o guarda-redes afirmou: "O que fiz foi para ir para a frente para não ser atingido. Naquele momento fiquei f...".  Rui Patrício diz que naquele momento não fez a leitura para quem eram as tochas dirigidas especificamente.

Rui Patrício foi ouvido por skype esta segunda-feira na 16.ª sessão do julgamento da invasão à academia leonina, em Alcochete, em 15 de maio de 2018, com 44 arguidos, incluindo o antigo presidente do clube Bruno de Carvalho, que decorre no Tribunal de Monsanto, em Lisboa. O guardião recordou as palavras dos invasores, assim como a oferta de Bruno de Carvalho para vencerem o Benfica

5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas