Slimani tirou o pé para o meter no dérbi

Em risco de não estar presente no jogo com o Benfica, apareceu vários furos abaixo

• Foto: José Moreira

Aos oito amarelos que somava à entrada para o encontro com o V. Guimarães, Islam Slimani juntou ontem... uma forma de atuar que indiciou algum medo de ficar de fora do dérbi do próximo sábado.

Teve várias oportunidades para adiantar o Sporting, mas nem na questão da finalização foi o internacional argelino que tem habituado sócios e adeptos dos leões. Daí – e apenas por isso – a substituição à passagem do minuto 83, com Hernán Barcos a entrar para o seu lugar. A saída de cena foi a junção de toda esta apatia com o facto de Jesus não querer acumular demasiados avançados no ataque final à baliza de Miguel Silva.

Nas ‘incidências’ pós-jogo, JJ abordou todos esses factos que não permitiram que Super Slim desse mais à equipa mas que não o tiram do encontro frente a um adversário a quem já marcou quatro golos desde que chegou a Alvalade.

"O Slimani foi menos agressivo. Viu-se que ele nem ia disputar os lances nas bolas paradas, por isso tirei-o e meti o Barcos, que entrou bem. Precisava de um jogador que fosse mais agressivo nas bolas paradas. Dava para ver que ele [Slimani] não ia lá", assumiu Jesus primeiro aos microfones da Sport TV, e depois na sala de imprensa do D. Afonso Henriques.

Olhando para todos os 36 jogos oficiais do camisola 9 esta época (28 como titular), este foi o quarto em que foi substituído, após os embates com Benfica e Estoril (Liga) e Besiktas (Liga Europa). Nada habitual, portanto...

Por Bruno Fernandes e Pedro Malacó
7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas