Nuno Campos: «Tivemos o pássaro na mão duas vezes»

Treinador do Tondela lamenta descida dos beirões à 2.ª Liga após o empate na receção ao Boavista

• Foto: Bruno Teixeira Pires
Mal soou o apito final no Tondela-Boavista (2-2) - que ditou a descida dos beirões à 2.ª Liga - os jogadores da equipa da casa caíram de joelhos no relvado, muitos deles lavados em lágrimas, mesmo com a consolação de alguns elementos boavisteiros. Momentos depois, aproximaram-se dos adeptos e os ânimos aqueceram, com Salvador Agra a ser dos mais inconformados, tendo mesmo de ser agarrado e encaminhado ao balneário. Entretanto, os restantes companheiros acabaram aplaudidos, apesar da tristeza geral no Estádio João Cardoso.

Nuno Campos, treinador do Tondela, não escondeu a tristeza após o apito final. "É com enorme desilusão que vemos escapar por entre os dedos a quatro minutos do fim um resultado que nos permitia ficar na Liga Bwin. Desilusão pelos nossos adeptos, que não mereciam, e pelos jogadores. Deram tudo. Tivemos o pássaro na mão duas vezes. Não é um momento fácil para ninguém", referiu, acrescentando não ser ainda o momento de pensar na Taça.
 
Questionado acerca das declarações do capitão João Pedro na 'flash', que afirmou que "há muita coisa que não se sabe", o técnico preferiu não comentar, e justificou a ausência do avançado Daniel dos Anjos: "Foi uma questão pessoal".
Por Luís Miroto Simões
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Tondela

Notícias

Notícias Mais Vistas