Crivellaro elogia a preparação

Decisivo na final de 2013

• Foto: Lusa

A entrada em cena de Rafael Crivellaro foi decisiva para a reviravolta que aconteceu na final da Taça de Portugal de 2013.

Agora com 28 anos, Crivellaro elogia a forma como esse encontro decisivo foi preparado. "O Rui Vitória prepara bem as finais, em todos os aspetos. O seu papel foi muito importante. Teve em atenção todos os detalhes", recorda o criativo, dando um exemplo pouco usual: "Eu não tinha jogado a final anterior, com o Manuel Machado [n.d.r.: derrota 6-2 contra o FC Porto de Villas-Boas]. Tinha acabado de chegar. Durante a semana vimos vídeos dessa final para sentirmos o quanto era especial ganharmos. Podíamos ficar na história."

O impacto emocional começou logo na entrada para o aquecimento. "A torcida já estava lá toda para nos apoiar. Foi fundamental", realçou, assumindo que a expectativa era de que "o Benfica entrasse mais nervoso, pois tinha perdido competições".

Com os encarnados na frente, Crivellaro rendeu Leonel Olímpio aos 77’, recordando bem o que se passou a seguir: "Fui o primeiro a entrar. O Artur Moraes chutou mal, eu antecipei-me entre os centrais e assisti o Soudani, que fez uma diagonal e marcou. Logo a seguir o Ricardo Pereira fez o segundo..."

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas