Geromel: «Guimarães no meu coração»

EMOCIONADO NA DESPEDIDA DO CLUBE ONDE SE VALORIZOU

Geromel: «Guimarães no meu coração»
Geromel: «Guimarães no meu coração» • Foto: LUÍS VIEIRA
Convidar Geromel a falar da passagem por Guimarães revelou-se um castigo. O novo jogador do Colónia não chorou, mas a voz revelou-se embargada quando Record o contactou, na noite de sexta-feira, enquanto ultimava a boda de ontem. “Guimarães está no meu coração, que mais posso dizer? Se chego à Bundesliga, que é um dos melhores campeonatos do Mundo, devo ao Vitória e à cidade de Guimarães. Senti-me bem no clube, mas era importante uma boa adaptação à cidade. E nesse aspecto nada tenho para criticar. Foram 3 anos maravilhosos e Guimarães será uma referência na minha vida”, resume.

O contrato de 4 anos foi assinado na tarde de sexta-feira e, no momento em que o documento era enviado para a Alemanha, deu-se a coincidência de receber uma chamada do amigo Sereno. “Ligou-me para falarmos do casamento e disse-lhe em primeira mão”, conta, não escondendo que não se esqueceu de ligar a pessoas especiais. Uma delas estava em Chaves. Joaquim Carneiro foi quem recebeu o brasileiro quando este tinha 17 anos e reforçou o clube flaviense. “Fiquei contente, pois acompanhei-o de perto”, confirma quem o chegou a levar ao Olival: “Esteve uma semana no FC Porto, mas não foi aprovado.” Por fim, a Gestifute, empresa que domina o mercado. O central não esquece quem conseguiu mudar-lhe a vida e agradece a dois colaboradores de Jorge Mendes: “Muito obrigado ao Cristiano e ao Carlos Rente.”

Mais informação na edição impressa de Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas