Miguel Pinto Lisboa acredita que época pode ser concluída "com condicionalismos"

Presidente do V. Guimarães continua a marcar presença nos gabinetes da SAD, no Estádio D. Afonso Henriques

• Foto: Luis Vieira/Movephoto
O presidente do V. Guimarães acredita que a temporada 2019/2020 poderá ser concluída, ainda que "com condicionalismos".

Em entrevista ao jornal 'O Comércio de Guimarães', do Grupo Santiago, Miguel Pinto Lisboa foi colocado perante a questão sobre se acredita que será possível retomar a época e terminá-la. Na resposta, afirmou que "com condicionalismos, sim", acrescentando que "não me parece que no dia seguinte possamos ter no D. Afonso Henriques o mesmo nível de assistência que tínhamos antes."

O presidente dos vimaranenses entende que numa primeira fase do regresso da Liga, enquanto a pandemia provocada pela Covid-19 provocar constrangimentos, os jogos "terão de ser realizados à porta fechada. Isso é uma evidência. E só de forma gradual é que o regresso dos adeptos poderá ser incrementado. Não me parece que enquanto não houver uma solução definitiva para este problema se possa permitir, por exemplo, que o nosso Estádio possa albergar 30 mil espectadores. Haverá, com toda a certeza, uma imposição legal para reduzir a lotação dos recintos desportivos, dos espetáculos e, desde logo, até dos restaurantes", disse.

Apesar das contingências decretadas pela pandemia, que provocaram a paragem de muitas das atividades do clube, Miguel Pinto Lisboa entende que nesta fase "devemos pensar em como atuar perante esta crise - porque nenhum de nós estava preparado para ela - e como vamos preparar o pós-crise. Creio que isso, do ponto de vista económico, poderá ser dramático em alguns aspetos. Pensar em como é que podemos retomar com alguma normalidade, ou com a normalidade possível, a atividade económica e desportiva, absorve-nos muito tempo e são cenários que ninguém projetava." "Temos que traçar objetivos que nos permitam subsistir no momento seguinte à saída deste estado de emergência. É que as coisas não vão ser como eram antes de lá termos entrado. Há que antecipar cenários para podermos sair mais fortes desta crise", acrescentou.

Confessando que sente falta da "adrenalina dos jogos e do contacto diário com a equipa e com os funcionários do Vitória", Miguel Pinto Lisboa continua a marcar presença nos gabinetes da SAD, no Estádio D. Afonso Henriques. "Se tivermos alguma normalidade nas nossas vidas, conseguimos pensar melhor. Mesmo que as reuniões não sejam presenciais - a maior parte é por videoconferência - só o facto de estarmos no nosso local de trabalho já contribui para essa sanidade mental que é importante manter", sublinhou.
Por Bruno Freitas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas