Moreno: «Queremos fazer diferente do que têm sido as estreias do V. Guimarães no campeonato»

Treinador dos vimaranenses fez a antevisão ao encontro com o Chaves a contar para a 1.ª jornada da Liga Bwin 2022/23

• Foto: Luís Vieira/Movephoto
Moreno fez este sábado a antevisão ao jogo de amanhã entre V. Guimarães e Chaves, na jornada inaugural da Liga Bwin 2022/23. 

Como mudar o chip para a estreia na Liga?

"Fica mais fácil mudar o chip quando temos pela nossa frente grandes profissionais e um grupo de atletas responsáveis. Fechamos o jogo com o Hadjudk Spit, falámos, tentámos melhorar o que é necessário, mas agora o foco é a concentração para a estreia no campeonato com o Chaves. Reconheço que será um jogo difícil, não há jogos fáceis no campeonato. O adversário tem uma equipa técnica muito competente, estou à vontade para falar disso, com um grupo de trabalho que está junto há algum tempo. Mas, acreditamos muito no que podemos fazer, nos nossos atletas. Ao contrário do que têm sido as estreias do Vitória no campeonato, queremos ser diferentes, isso é mais uma motivação para nós. Vamos a Chaves para jogar bem, ganhar o jogo e entrar bem no campeonato."

Como se prepara o jogo neste contexto?

"Como trabalho de campo é difícil. Os atletas ainda estão em processo de recuperação. Há outras formas de preparar jogos, a comunicar, mostrar vídeos. No trabalho de campo não é possível porque os atletas têm de recuperar."

Esse esforço é recuperável mais facilmente agora, nesta fase da época?

"Não é um problema, nem é isso que falamos. Temos de fazer perceber aos atletas que têm já um jogo. Se lutaram tanto para estar nas competições europeias, não nos podemos agarrar agora à quantidade de jogos. Temos uma confiança enorme no grupo que temos à disposição, nunca nos vamos agarrar ao cansaço, noites mal dormidas viagens longas, o que é um facto. Há um trabalho de recuperação a ser feito, mas acreditamos que vamos fazer um bom jogo e ganhar."

O que esperar do Chaves, num jogo com o apoio de muitos adeptos?

"O Vitória oferece esse apoio. É com estes ambientes que nós grupo crescemos. Ficamos muito melhor com o ambiente de quinta-feira, percebemos melhor o que não podemos repetir. É desta forma que gostamos de estar no futebol, muito melhor estes ambientes do que 500 ou 1.000 pessoas."

Disponibilidade de André Almeida…

"Ainda temos mais um treino. Vamos perceber como está a recuperação dos jogadores, incluindo do André Almeida. O que tirou o André Almeida do jogo na Hungria foi um desconforto muscular. Na terça-feira antes do jogo na Croácia ele teve uma gastroenterite e acreditávamos que podia recuperar. Entregou-se dentro do que podia. Foi isso que o tirou do jogo de quinta-feira. Vamos perceber quem pode ir a jogo."

Na Croácia, o Vitória sofreu dois golos depois de se colocar em vantagem

"Percebemos porque tivemos o resultado de 3-1 na Croácia. Foram falados os erros do Miguel Maga e do Dani, mas esses atletas têm uma confiança total, total da equipa técnica. Se calhar cometemos erros bem piores, aqueles foram mais falados porque deram golos, tivemos perdas de bola que influenciaram a nossa qualidade de jogo. Há um conjunto de erros bem identificados, que já foram passados ao grupo, que nos tiraram confiança para ter qualidade de jogo. Os erros do Miguel Maga e do Dani eram golo, mas quem lidera tem uma confiança grande neles e se tiverem que ir lá para dentro vão de novo. Não fizemos um jogo mau na Croácia, não achamos que o Hajdusk tenha sido assim tão superior a nós.", concluiu.
Por Bruno Freitas
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas