Pedro Martins: «Jogo com o Boavista é um dos encontros importantes da época»

Receção aos axadrezados pode "catapultar" a equipa para o patamar desejado

• Foto: Simão Freitas/Arquivo
O treinador do Vitória de Guimarães, Pedro Martins, considerou esta sexta-feira que a receção ao Boavista, da 5.ª jornada da Liga (domingo, 18 horas), pode "catapultar" a equipa para o patamar desejado, sendo, por isso, "importante" nesta época.

A equipa vimaranense atravessa uma fase de três jogos sem triunfos e ocupa o 11.º lugar do campeonato, com quatro pontos, e Pedro Martins frisou que o duelo frente à turma axadrezada, 13.ª, com três, se define pela necessidade de a equipa ganhar para se projetar para os "níveis necessários".

"Perante o que se está a passar, este é um dos jogos importantes da época. Vamos passar por vários jogos importantes, mas este, não só por ser o próximo, mas devido às circunstâncias, é um jogo de importância elevada", disse, na conferência de antevisão ao jogo de domingo, realizada na academia do clube.

O timoneiro vitoriano acrescentou que um triunfo pode levar o grupo a "não duvidar tanto das suas capacidades", depois de um ciclo negativo, e igualmente preparar a equipa para um ciclo com mais cinco jogos até ao fim do mês - Sporting de Braga e Marítimo, para a Liga, Salzburgo, da Áustria, e Konyaspor, da Turquia, para o Grupo I da Liga Europa, e Feirense, para a Taça da Liga.

O técnico disse que o conjunto minhoto já vai estar mais próximo do seu real valor, sublinhando que a interrupção competitiva no fim de semana anterior permitiu a alguns jogadores aumentarem "exponencialmente os níveis físicos" e a outros debelarem as suas lesões, com exceção de Vigário, a única baixa num plantel que dá garantias.

"É evidente que não temos ainda a equipa toda equilibrada em termos físicos, mas quando estiver toda a gente ao seu nível, ela vai mostrar a sua capacidade", referiu, acrescentando que o lateral-direito Victor Garcia, internacional venezuelano, cumpriu hoje o primeiro treino com a equipa.

Pedro Martins referiu ainda que o Boavista sofreu, nos últimos dias do mercado de transferências, alguns "ajustes que ainda não foram postos à prova", mas disse ter a noção de que a equipa treinada por Miguel Leal vai aparecer em campo solidária, a apostar nas transições, graças a jogadores rápidos como Mateus, Rochinha e Renato Santos.

Questionado sobre a rivalidade presente nos duelos entre Vitória e Boavista, o treinador respondeu que isso é mais evidente entre adeptos, considerando os axadrezados um "opositor de máximo respeito" frente ao qual a sua equipa quer alcançar três pontos.

O técnico recusou ainda alongar-se sobre as críticas boavisteiras à nomeação do árbitro Jorge Sousa, da Associação de Futebol do Porto, para o jogo, tendo apenas dito que é um dos "melhores em Portugal", com experiência e qualidade.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas