Percentagem decisiva

Davidson pode chegar por 800 mil euros, mas flavienses querem 50% de uma venda e Sturgeon

• Foto: Filipe Farinha

A transferência de Davidson para o Vitória continua em cima da mesa, mas o Chaves já fez saber aos minhotos que não vai facilitar. O extremo tem contrato por mais duas épocas e uma cláusula de rescisão de 4 milhões de euros. E para o negócio se fazer pelos 800 mil euros que o Vitória está disposto a oferecer, o Chaves só aceita se mantiver 50 por cento de uma futura venda do jogador e ainda receber, por empréstimo, Sturgeon.

Ora, a SAD vimaranense vê com bons olhos a cedência do extremo português, mas está algo reticente quanto à percentagem do passe de Davidson que os flavienses pretendem assegurar. Um pormenor a ultimar nos próximos dias e que, ao que tudo indica, deverá ser resolvido com sucesso.

A vontade de Luís Castro é contar com o extremo brasileiro, que também está entusiasmado com a possibilidade de rumar a Guimarães. O Chaves está ciente disso e aceitou negociar a sua venda por valores inferiores aos da cláusula de rescisão. Mas não a qualquer preço. Apesar dos 27 anos de Davidson, os transmontanos acreditam muito nas suas qualidades e querem salvaguardar uma eventual venda futura por parte do Vitória. Daí a exigência em querer manter 50% dos direitos.

Por José Miguel Machado e Paulo Silva Reis
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas