Revolução a pensar na Taça poupou nove titulares

Pedro Martins deixou claro qual é a prioridade

• Foto: Joana Sousa

Pedro Martins não poderia ter sido mais claro: a presença no Jamor é tão ou mais importante do que o 4º lugar na Liga NOS. O técnico, de 46 anos, não o disse de viva voz, mas as opções que tomou na Choupana, na sexta-feira, não deixam margem para dúvidas. Entre poupanças por opção e a indisponibilidade de Josué (castigado) e Konan (em gestão física), a revolução no onze base passou por nove jogadores. Tudo a pensar na 2ª mão da meia-final da Taça de Portugal, marcada para depois de amanhã, em Chaves.

Tendo em conta aquelas que têm sido as opções iniciais, apenas Pedro Henrique e Zungu alinharam de início. Miguel Silva, Bruno Gaspar, Rafael Miranda e Bernard – além de Hurtado, que nem foi convocado – descansaram 90 minutos; Celis jogou 15’; Hernâni disputou 10’; e só Marega foi utilizado num período mais considerável (45’), já que Sturgeon teve de ser substituído ao intervalo.

O extremo lesionou-se no músculo reto femural direito e será hoje reavaliado, mas é possível que fique afastado dos próximos jogos. Após ter pernoitado na Madeira, a equipa treinou ontem de manhã no Machico e viajou para o continente ao final do dia.

Por António Mendes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.