Álvaro Pacheco quer atingir "mais objetivos" pelo Vizela após dupla subida

Treinador renovou com o clube até 2023

• Foto: Manuel Araújo / Movephoto

O treinador Álvaro Pacheco disse esta quinta-feira que ambiciona concretizar "mais objetivos" ao serviço do Vizela, clube com o qual renovou contrato até junho de 2023.

Após a subida do Campeonato de Portugal para a II Liga, na época 2019/20, suspensa em março devido à pandemia de covid-19, o técnico, de 50 anos, promoveu a equipa azul e branca à elite do futebol nacional em 2020/21 e vincou a "ambição" de, na temporada prestes a começar, "lutar sempre pelos três pontos", em qualquer jogo oficial.

"É um orgulho muito grande continuar [no Vizela]. Fazia todo o sentido. Identificamo-nos com o clube, pela nossa forma de ser, pelo que ambicionamos e pelo que projetamos para o futuro de cada um de nós. Somos pessoas ambiciosas, tal como o clube e a cidade. Fazia todo o sentido permanecer nesta família para conseguir mais objetivos", vincou, na sequência do anúncio da renovação.

O treinador confessou-se "feliz" por permanecer no clube e prometeu uma equipa com "identidade" e "capacidade de luta", a "jogar à Vizela", mesmo com o plantel ainda longe de estar fechado, a mais de um mês do encerramento do mercado de transferências, em 31 de agosto.

"Os plantéis nunca estão fechados. A maior parte dos clubes está à espera de fazer alguns acertos. Sabemos o perfil de jogadores que queremos para a nossa família. Com tranquilidade, tudo se vai resolver", prometeu.

Apesar da pré-época com uma vitória, um empate e cinco derrotas, Álvaro Pacheco vincou que o primeiro mês de trabalho serviu para dar "condição física" aos atletas, integrar "jogadores novos" e trabalhar "algumas dinâmicas de jogo", algo que, no seu entender, tem sido cumprido.

Os minhotos começam oficialmente a temporada às 15:30 de sábado, com a visita ao Estrela da Amadora, para a primeira fase da Taça da Liga, e assinalam o regresso à elite do futebol nacional, 37 anos depois da única participação, com a visita ao campeão nacional Sporting, no desafio inaugural da edição 2021/22 da I Liga, agendado para 6 de agosto.

O técnico disse encarar a deslocação ao Estádio José Alvalade, em Lisboa, como "uma oportunidade fantástica" para o emblema minhoto "mostrar o patamar" em que se encontra.

Ao lado, o presidente da SAD vizelense, Diogo Godinho, vincou que a renovação de Álvaro Pacheco é "um grande motivo de orgulho", até pelo facto de terem existido "investidas" de outros emblemas para a contratação do treinador.

Para o dirigente, o clube recém-promovido à I Liga tem um "projeto sério e ambicioso", à imagem de um treinador que tem sido capaz de se destacar, não só pela "grande capacidade de trabalho" e pela "visão do futebol muito acima da média", mas também pelas "qualidades humanas excecionais".

Com o plantel ainda em construção, Diogo Godinho perspetivou "novidades" quanto ao seu reforço nos próximos dias, uma vez que os jogadores estão já "identificados".

O responsável informou ainda que o Vizela pretende regressar ao seu estádio, ainda em obras, na segunda jornada da I Liga, agendada para o fim de semana de 14 e 15 de agosto, em que recebe o Tondela.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Vizela

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.