Arango andou de joelhos

Gesto de fé no final

• Foto: Simão Freitas

O avançado Cristián Arango foi a arma secreta que Lito Vidigal guardou na manga e a eficácia que o colombiano demonstrou no último suspiro do jogo, no prolongamento e no desempate por grandes penalidades foi crucial para o apuramento avense.

"Nunca deixámos de acreditar. Foi um apuramento na garra e na fé", desabafou Arango no final do jogo, para logo de seguir percorrer todo o relvado do estádio vila-condense de joelhos em jeito de agradecimento: "É uma emoção incrível que só foi possível graças à determinação de todos, pelo que só tenho de agradecer a Deus."

Lito expulso cedo

O técnico avense, que acabou por ser expulso ao minuto 33 depois de protestar o golo anulado a Amilton (20’) e o penálti perdoado a Marcelo (23’), teve de ver o resto da eliminatória na bancada.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.