Augusto Inácio rejeita mais emprestados: «Não queremos ser barriga de aluguer»

Treinador do Aves abordou a questão dos empréstimos e falou do caso de Mama Baldé

• Foto: reuters

O treinador do Desportivo das Aves disse esta quinta-feira que a permanência da equipa na Liga NOS lhe provocou uma sensação de vitória na Champions, mas prometeu compromisso dos jogadores frente ao Moreirense, na 33.ª jornada.

"A primeira reação após a concretização da permanência do Aves [após a derrota caseira do Tondela, por 3-1, rente ao Santa Clara] foi como se tivesse ganhado a Liga dos Campeões. Foi uma segunda volta, já posso dizer, notável e brilhante. Alcançámos a pontuação que sempre falei, dos 36 pontos, e agora temos de redefinir os objetivos em termos pontuais e classificativos", disse Augusto Inácio, na conferência de antevisão ao jogo de sexta-feira.

O técnico do Aves disse querer os seis pontos em disputa, a começar pelo dérbi frente ao Moreirense, a quem deu os parabéns pela "extraordinária época" realizada, num jogo em que seus jogadores vão entrar aliviados das "toneladas de peso" para ganhar.

"Estamos felizes e orgulhosos do que foi feito, mas há um emblema a defender. Queremos melhorar a já maior pontuação de sempre do Aves na Liga e obter a melhor classificação possível. Vamos entrar com a responsabilidade de querer ganhar, mas sem as toneladas de peso para ganhar, como até aqui, e celebrar [a permanência] com os nossos adeptos", precisou.

Apesar de a permanência estar assegurada, Inácio prometeu atitude dos seus jogadores, adiantando que "vai ser como se os pontos fossem necessários" num "jogo de orgulho entre vizinhos, em que o Aves vai querer ficar por cima", adiando para a última jornada, em Santa Maria da Feira, algumas novidades no onze.

O técnico do Aves comentou ainda os preparativos da nova temporada, reconhecendo que o grau de exigência será maior ao da segunda volta, coincidindo com o seu ingresso no clube, revelou que tem defendido nas reuniões já realizadas melhorias em todos os aspetos e confirmou o regresso ao trabalho no dia 20 de junho.

"Se o Aves quer crescer como clube e como equipa, pensando noutros objetivos, num campeonato mais tranquilo, tem de melhorar em todos os aspetos. Está definido que os jogadores entram de férias a seguir ao último jogo e regressam a 20 de junho, o estágio de pré-temporada está praticamente definido e na cabeça tenho dois planos, sendo um sistema mais vincado do que o outro", adiantou.

Inácio admitiu que vai tudo depender dos jogadores que pretende para a equipa, entre reforços e continuidades, sendo certo que o Aves não pretende continuar a ser 'barriga de aluguer'.

"Por princípio, não queremos mais jogadores emprestados, a não ser em casos específicos, que tragam alguma vantagem para o Aves. O Baldé fez uma grande temporada, mas regressa ao Sporting e não haverá dividendos para o Aves. Se o Sporting não o quiser aproveitar, deixe-o aqui, que tem um futuro risonho à sua frente", concluiu.

Jorge Fellipe, a cumprir castigo, é a única ausência confirmada no Aves, 12.º classificado, com 36 pontos, para a receção ao Moreirense, quinto, com 49. O jogo de abertura da 33.ª e penúltima jornada realiza-se na sexta-feira, às 20:30, e terá arbitragem de João Capela, da associação de Lisboa.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
  • Aves
    -
    Moreirense
  • (1)
    (X)
    (2)
  • 2.15
    3.3
    3.55
  • *Odds sujeitas a variação. Consulte o valor actual desta odd em www.nossaaposta.pt
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas