Augusto Inácio: «Todas as estratégias podem afundar-se quando sofres aos dois minutos»

Lamenta golo precoce do Benfica

• Foto: Lusa

Augusto Inácio lamentou o golo sofrido logo no início da partida com o Benfica, sublinhando que o Aves também teve oportunidades mas não foi eficaz e acabou por pagar com a derrota.

Análise ao jogo

"Era importante não sofrer nos primeiros 20 minutos, mas todas as estratégias podem afundar-se quando sofres aos dois minutos. Cometemos um erro defensivo e depois as coisas ficaram muito difíceis. No final da primeira parte, o Rafa faz um grande golo. Disse ao intervalo: marcamos um golo, vamos discutir o resultado; sofrendo um terceiro, dificilmente evitamos a derrota. Tenho de elogiar o esforço dos jogadores mas reconhecer que o Benfica foi superior e mereceu ganhar."

Eficácia e juventude

"Contra as equipas grandes não há muitas oportunidades, há poucas e temos de ser eficazes e não fomos. Houve um período bom mas o que conta são os golos. Não gosto nada de perder, mas a perder que seja com esta dignidade, lutámos, tentámos. Não conseguimos mas hoje estreou-se um menino, Miguel Barros, o Luquinhas também é dos sub-23, têm de se trabalhar, serem feitos. Está aqui juventude com grande valor e vão ter as suas oportunidades porque para mim a idade não tem competência. O Miguel Barros mereceu."

Próximos jogos com confrontos diretos

"Há equipas que sobem e descem, nós já estivemos por cima, agora estamos por baixo. Terminámos a primeira volta com 12 pontos, perdemos com Sp. Braga e Benfica, mas ganhamos em Tondela e na Madeira. Estamos aqui para a luta. Estamos a um ponto de respirar outra vez e vamos lutar com todas a forças."

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.