Inácio anuncia filho de Zidane no Aves e fala em plantel curto: «Espero que venham mais 5»

Treinador conta ter novidades na próxima semana

• Foto: Luís Vieira

O treinador do Desportivo das Aves, Augusto Inácio, anunciou este sábado, no Luso a chegada do médio Enzo Zidane, filho do treinador do Real Madrid, mas insistiu que o plantel da equipa continua curto.

"Pelas minhas contas ainda faltam seis jogadores no plantel, hoje chega mais um e até posso revelar quem é, porque já veio na imprensa, o Enzo Zidane, mas, mesmo assim, o plantel continua curto", disse Inácio, no Centro de Estágios do Luso, após o jogo particular em que o Aves venceu o Tondela por 2-1.

Enzo Zidane, de 24 anos, é esperado ainda hoje no Luso, local do estágio do Aves, para assinar contrato, e está a suscitar grande curiosidade por ser filho do antigo internacional francês Zinedine Zidane, atual treinador do Real Madrid e um dos melhores jogadores da história do futebol.

O médio ofensivo está sem clube, depois de ter sido dispensado pelo Lausanne-Sport, clube suíço que o emprestou aos espanhóis do Rayo Majadahonda, 19.º classificado da 2.ª Liga espanhola na temporada passada, no qual alinhou em 34 encontros.

O francês é irmão de Luca Zidane, guarda-redes que o Real Madrid cedeu ao Racing Santander, e fez toda a formação no clube madrileno, onde o pai brilhou como jogador.

Eis a conferência do técnico:

"Melhorámos, mas este estágio é mais para impor as nossas regras, conviver. Temos muita gente nova, com portugueses, brasileiros, bósnios, muitos estrangeiros. Sinceramente, faltam seis jogadores para preencher o plantel. Até para dar corpo ao plantel..."

"Hoje já vimos coisas melhores. Toda a gente fala dos viveiros das academias, mas isso não podem ser quatro ou cinco ao mesmo tempo. Tem de ser um ou outro. Assim, não vamos lá. Estou na expectativa que venham mais jogadores. Hoje chega um, mas ainda espero mais cinco: por exemplo, um ponta-de-lança, um central, extremos e mais um homem de meio-campo. O Enzo Zidane chega hoje. Só digo porque já saiu na imprensa, porque, se não, não dizia. Quem tem que dizer isto não sou eu."

"É um pouco frustrante para mim que essa gente toda ainda não tenha chegado, porque se estivessem aqui era bem melhor... mas é a vida. Gostava de fazer o estágio com o plantel completo, não tenho, e vamos trabalhar com o que temos, mas está curto para o que são as ambições do Desp. Aves."

"Estamos no mercado, sempre em sintonia com a administração. Mas não queremos contratar só por contratar. Estamos focados num estilo de jogador, com determinadas características, que não é fácil de encontrar. Depois também encontramos alguns empresários malandros, que dizem que está tudo certo e depois levam jogadores para outro lado... por exemplo o Neto. Era nosso, só faltava combinar com o São Caetano. Já estava tudo tratado e, de repente, apareceu uma Arábia e lá se foi o Neto."

"Estamos a tentar encontrar os nossos jogadores e pode ser que, para a semana, já cheguem novidades. Estou contente com o trabalho dos jogadores, mas ainda é curto para as ambições do Desp. Aves."

"Martin Chrien? Não gosto de falar dessas coisas, porque é à administração que compete. Vamos deixar isso entregue à administração, porque, se está entregue a eles é porque o treinador gosta. Mas eu sou muito pragmático. Ou os jogadores querem vir e vêm ou se andam a enrolar já não os quero."

"Andamos no mercado à procura. Ainda hoje descobri dois 'bichos', dois negros, com porte atlético, que podem chegar para nos ajudar. E dentro de dois dias, ou vêm ou não vêm."

"Meninos da academia? Miguel Tavares e Ricardo Rodrigues São contextos diferentes jogar nos sub-23 e na Liga. Jogavam com miúdos de 18 ou 19 anos e quando apanham aqueles centrais experientes, esfumam-se. Hoje, o Miguel Tavares foi dos melhores em campo. Mas ontem era um jogador para os sub-23. Porque isto não é um circo. Tem de se jogar coletivamente. Se jogar a este nível, temos um grande jogador. Eu sei que ele tem qualidade, mas tem de abrir a pestana."

"Rodrigues marcou dois golos. É o que conta. Mas coletivamente esteve muito abaixo. Perdeu muitas bolas e isso não pode acontecer. Ainda há muita sopa para comer."

"Objetivos? Se, dentro das possibilidades financeiras do clube, os jogadores puderem vir, diria que vamos ter um campeonato muito tranquilo. Se não vierem jogadores e imaginando que tínhamos só estes, o Desp. Aves era um sério candidato a descer de divisão. Não chega. O plantel trabalha bem mas... Temos um ponta de lança. Dois miúdos dos sub-23. Só dois centrais, só um defesa direito... faltam extremos."

"Hoje somos sérios candidatos a descer. Amanhã somos sérios candidatos aos 12 primeiros lugares. O presidente quer os oito ou 10 primeiros, mas eu diria, para não levantar ondas, até aos 12 primeiros. Se o mercado fechasse hoje e não viesse mais ninguém, então o Desp. Aves tinha de encontrar outro treinador..."

Autor: Bruno Freitas com Lusa

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.