Nuno Manta e o jogo com o Sporting: «Temos de fazer pela vida»

Treinador do Aves fez a antevisão da visita a Alvalade

• Foto: Luís Vieira/Movephoto

O Aves continua à procura de pontos para tentar escapar ao último lugar e à zona de despromoção da Liga NOS e vai visitar o Sporting com esse mesmo objetivo, como assumiu Nuno Manta na antevisão ao encontro que está agendado para as 17h30 de domingo.

Motivação para o jogo com o Sporting?

"Não foi a semana mais agradável, como se deve imaginar, depois de termos perdido a oportunidade de encurtar distâncias. Sentimos muito o último resultado, que nos deixou muito longe do nosso objetivo. Sabemos que é difícil, mas não impossível. Noutros anos houve equipas que alcançaram esse feito. Começamos a semana a recordar estes casos. Procuramos abstrair-nos dos problemas do nosso adversário e focamo-nos no nosso trabalho. Com todo o respeito, a nossa mentalidade passa por conquistar pontos. Temos de garantir pontos para que o Aves se mantenha na Liga."

Maiores dificuldades para preparar o jogo com a troca de treinador no Sporting?

"Quando temos capacidade de análise ao nosso adversário é um pouco mais simples. Conhecemos a qualidade individual dos jogadores, sabemos que querem dar uma boa resposta ao novo treinador. Fomos ver o seu padrão de jogo, as sua rotinas, primeiro no Casa Pia, depois no Sp. Braga B e no Sp. Braga. Não sabemos o que vamos encontrar, que sistema tático, que dinâmicas. Estamos preparados para tudo. Mas, sublinho, focamo-nos muito mais no que podemos fazer, no que devemos apresentar. Temos de ter isso em consideração."

O que teve mais peso, a motivação de jogar na casa do Sporting ou o caráter negativo do último resultado?

"O foco ao longo da semana foi o de trabalhar para conquistar pontos, independentemente da qualidade do adversário. Temos de fazer pela vida, como se costuma dizer. É um dos chamados grandes, no futuro vamos encontrar outros adversários que estão na primeira parte da tabela, como FC Porto, Benfica e Sp. Braga. Mas, apenas lutando de corpo e alma estaremos mais perto de conquistar pontos e acreditando que podemos chegar lá."

Quando apresentou esses exemplos, os jogadores acreditaram um pouco mais?

"Fizemos questão de refletir. Se no passado houve equipas que conseguiram, também temos armas para isso. Os contextos são diferentes, há ferramentas diferentes do passado. Vamos ter dificuldades, se no passado foi possível, agora também pode acontecer."

Lacunas na concretização e a ausência de Mohammadi…

"O Mohammadi é um excelente profissional, que tem facilidade de remate, que dá muito à equipa na organização defensiva e ofensiva. Temos outros e temos de lutar com quem temos. Se não dá para caçar com cão, vamos caçar com gato. A nossa ideia quando mudamos é dar algo à equipa e às vezes não funciona. Preparamos a equipa para as mudanças que podem acontecer, para sistemas táticos diferentes que podemos usar. Preparámo-nos de várias maneiras. Temos um grupo que se consegue adaptar rapidamente ao que lhes peço. São rigorosos e disciplinados."

Que exemplos apontou aos jogadores de recuperações...

"O exemplo do Tondela e do Rio Ave e outro em 1968, de uma equipa que estava lá para baixo. Dei exemplos de momentos, de alguns resultados. Temos uma atleta que fez parte dessa equipa do Tondela que conseguiu a manutenção e também falou, passou essa mensagem de querer à equipa. Mesmo quando matematicamente não for possível vamos ser excelentes profissionais."

As habilitações dos treinadores na Liga.

"Não vou comentar. Peço desculpa, mas não vou comentar."

Padrão de Rúben Amorim é o 3x4x3. É isso que espera?

"Não espero nada neste momento, a probabilidade disso acontecer é grande, mas não me quero agarrar a isso."

Por Bruno Freitas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.