Nuno Manta responde a Sá Pinto: «A sorte deu trabalho»

Treinador do Aves sublinha que vitória frente ao Sp. Braga já é passado e está focado no jogo com o V. Setúbal

• Foto: Peter Spark

O treinador Nuno Manta recomendou esta sexta-feira que o lanterna-vermelha Aves adote uma "organização inteligente" na visita ao V. Setúbal, no sábado, em jogo da 14.ª jornada da Liga.

"Ganhámos um jogo [frente ao Sp. Braga, por 1-0], mas não ganhámos nada. Temos seis pontos e precisamos de mais, que se conquistam com muito trabalho e vontade. A palavra-chave para amanhã [sábado] é a nossa organização ofensiva e defensiva. Uma organização inteligente, jogando com a cabeça em vez do coração", sugeriu o técnico, em conferência de imprensa.

Frente aos minhotos, os avenses somaram apenas a segunda vitória no campeonato e encerraram um ciclo de 10 derrotas consecutivas, mas Nuno Manta avisou que o grupo de trabalho precisa de assentar "os pés no chão".

"Tive de chamá-los à terra durante a semana. Há que ter a consciência de que continuamos em último e não é por ganharmos um jogo que passámos a ser os melhores do mundo. A mensagem que passo aos jogadores tem a ver com a conquista de pontos, mas, sobretudo, em darmos a imagem de que o Aves quer ficar na Liga", vincou.

A caminho do terceiro encontro ao leme do emblema do concelho de Santo Tirso, o treinador assegurou estar preparado para defrontar um adversário "com outras características" e admitiu que o V. Setúbal tem amadurecido uma "nova filosofia" desde a entrada do técnico espanhol Julio Velázquez, em novembro.

Instado a comentar as palavras do treinador do Sp. Braga, Ricardo Sá Pinto, que lamentou no final do encontro da última ronda que os arsenalistas percam "sempre com equipas que não ganham a ninguém", Nuno Manta manifestou uma visão distinta.

"Respeito a opinião dele, mas enquanto treinador do Aves tenho uma vitória e uma derrota, pelo que não me enquadro nesse perfil. O nosso triunfo só foi uma surpresa para quem não viu o jogo. A sorte deu trabalho, mas já faz parte do passado e desde domingo que trabalhamos para conquistar pontos em Setúbal", observou.

O equilíbrio domina o histórico de confrontos entre os dois emblemas para a Liga NOS, com três triunfos para cada lado e duas igualdades, apesar de os nortenhos só terem vencido uma das quatro deslocações ao reduto sadino, em novembro de 2017.

O Aves, 18.º e último colocado, com seis pontos, visita o Vitória de Setúbal, na 11.ª posição, com 16, no sábado, às 20h30, no Estádio do Bonfim, em Setúbal.

Por Lusa
  • Vit. Setúbal
    -
    Aves
  • (1)
    (X)
    (2)
  • 2.05
    3.1
    4.1
  • *Odds sujeitas a variação. Consulte o valor actual desta odd em www.nossaaposta.pt

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.