Rodrigo elogia Inácio: «Tem um estilo que gosto e é exigente»

Lateral agradado com o novo técnico

• Foto: José Reis / Movephoto

O jogo de domingo será mais um teste em dose dupla para as contas da permanência. Isto porque Aves e Chaves procuram somar os pontos necessários para conseguir os objetivos, esperando-se um jogo intenso. Para além desse aspeto, este embate irá marcar a estreia de José Mota no comando técnico dos flavienses, coincidindo com o reencontro com a equipa que iniciou a temporada, mas acabou por sair devido aos maus resultados.

"É verdade que este jogo terá alguns ingredientes, porque o nosso antigo treinador vai fazer a estreia dele em Chaves e logo num jogo importante para as duas equipas", referiu Rodrigo, admitindo que "a partir de agora todos os jogos são finais para quem luta para não descer".

O lateral não vê qualquer vantagem para José Mota neste reencontro. "Todos os treinadores conhecem bem as equipas da 1.ª Liga e mesmo tenho um conhecimento individual mais profundo, não vejo em que possa ter benefícios", constatou.

Rodrigo rejeitou também o facto de a pressão poder condicionar a equipa. "Pressão há em todos os jogos desde que começou o campeonato. Pode existir maior tensão, o que é normal nesta fase decisiva do campeonato, mas pressão, essa é sempre a mesma e desaparece quando o jogo começa", explicou.

A entrada de Augusto Inácio coincidiu com a recuperação da equipa no campeonato, valendo os elogios de Rodrigo. "É um bom treinador. Trabalha sério, tem um estilo que gosto e está sempre a cobrar. É exigente e faz com o jogador não se acomode", concluiu o brasileiro.

Rodrigo, Luquinhas e Quim foram a estrelas do Aves que ontem estiveram na Escola EB 2/3 de Vila das Aves, para uma sessão de autógrafos e oferta de bilhetes para o importante compromisso da equipa no domingo, frente ao Chaves.

Por José Santos
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas