SAD considera "exagerado" castigo a Lito Vidigal

Comunicado lembra que já houve situações análogas que não foram alvo de dias de castigo pela expulsão do banco

O Desportivo das Aves considerou esta sexta-feira "manifestamente exagerado" o castigo aplicado ao seu treinador, Lito Vidigal, e lembrou situações ocorridas com outros treinadores expulsos na Liga NOS sem a mesma punição.

"Achamos o castigo aplicado aos nossos treinadores (Lito Vidigal e o adjunto João Silva) manifestamente exagerado. O que nos suscita surpresa é observar que, ao longo da presente época, já assistimos a situações análogas a não terem, e muito bem, sido alvo de dias de castigo pela expulsão do banco", pode ler-se no comunicado tornado público pela SAD do Desportivo das Aves.

Lito Vidigal foi esta sexta-feira castigado com oito dias de suspensão, depois de ter sido expulso no jogo com o Rio Ave, dos quartos de final da Taça de Portugal, que valeu a passagem dos avenses às meias-finais da prova.

Depois de ter sido conhecido o castigo aplicado ao seu treinador, a direção do Aves reuniu-se e optou por cancelar a conferência de imprensa agendada para hoje ao fim da tarde, na qual Lito Vidigal iria abordar a visita do Desportivo a Alvalade, no próximo domingo, em jogo da 18ª jornada da Liga NOS.

"Da mesma maneira que se pede compreensão para quando os árbitros erram de forma grosseira, como aconteceu na passada quarta-feira, exige-se também alguma dose de tolerância e bom senso para os restantes agentes desportivos; mais ainda quando alguma situação de descontrolo momentâneo advém da reação a esses mesmos erros", lê-se no mesmo comunicado da SAD do Desportivo das Aves.

Os responsáveis do clube lamentam o castigo aplicado a Lito Vidigal, invocam os valores que norteiam a instituição que dirigem e alegam que mereciam mais compreensão e bom senso por parte de quem pune.

"Sabemos que os erros de arbitragem fazem parte do jogo e quem não erra que 'atire a primeira pedra'. Sabemos, também, que foi opinião unânime na comunicação social que esses erros existiram, e é natural a nossa indignação perante tais factos", refere, ainda, o comunicado.

No mesmo texto, a SAD do Desportivo das Aves sublinha que esta decisão do Conselho de Disciplina da FPF não mudará a postura do clube, de continuar a acreditar nas instituições do nosso futebol e nas pessoas que as comandam, mas que este, apesar do sentimento de indignação, seguirá em frente com a alma que o caracteriza.


Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas