Pedro Ribeiro e a visita a Chaves: «A equipa mais competente irá vencer»

Treinador do Belenenses SAD antecipa encontro da 4.ª eliminatória

• Foto: Paulo Calado

Pedro Ribeiro, treinador do Belenenses SAD, abordou esta sexta-feira a visita a Chaves para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal e admitiu que espera um "jogo difícil" perante um adversário com "qualidade para estar na 1.ª Liga".

"O Chaves é uma equipa da 2.ª Liga de forma pontual. Está bem estruturada, tem jogadores de qualidade inquestionável, qualidade de 1.ª Liga. Na Taça da Liga, frente ao Casa Pia, mudou quase todo o onze habitual, ganhou o jogo e fez seis pontos, por isso está na luta pela final-four com o FC Porto e isso diz muito da qualidade do Chaves", explicou o treinador dos azuis em conferência de imprensa, recusando "excessivas cautelas" para a deslocação a Trás-os-Montes.

"O Chaves é uma equipa competente, bem orientada, com bons jogadores", adverte Pedro Ribeiro, perspetivando "um jogo equilibrado" e no qual "a equipa mais competente irá vencer".

O técnico de 33 anos assume que o Belenenses SAD, "como qualquer uma das 32 equipas em prova", tem a ambição de chegar longe mas reconhece que isso não é suficiente. "Temos de traduzir a ambição em mérito para ganhar, seguir em frente e continuar a sonhar. É isso que nós queremos", sustentou.

Efeitos da pausa para as seleções

"Treinamos da mesma forma todos os dias, a competitividade no plantel e no treino é igual.Temos de repensar isso no futebol portugues, na minha opinião, mas os quadros competitivos são assim e é neles que vamos continuar a disputar esta época. É muito tempo de paragem, sobretudo para equipas que não estão na Taça da Liga, por exemplo. Os jogadores profissionais, os clubes e os treinadores estão cada vez mais preparados para competir constantemente. Fizemos um jogo treino no sábado passado para minimizar esta falta de competição oficial que é natural neste quadro competitivo".

Trabalho em todos os setores

"Foco principal na defesa? Trabalhamos sempre tudo. Defesa, ataque e transições. Aqui trabalha-se uma ideia de jogo global que pretende que todos saibam o que fazer com e sem bola. Trabalhamos de forma normalíssima, em termos de metodologia de treino, intensidade e competitividade. Demos destaque e preponderância a tudo".

Lesões não preocupam

"É importante recuperar os lesionados porque os queremos connosco o mais rápido possível. O grupo sente a falta de cada elemento que não está em condições de ajudar, mas não são as lesões ou contratempos que nos tiram o sono porque o plantel dá todas as garantias para que tenhamos um onze forte e competitivo, com mais sete no banco para nos ajudar".


 

 

Por Pedro Gonçalo Pinto
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Belenenses SAD

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.