Tiago Caeiro e a alcunha de 'Ibrahimovic do Restelo': «Somos parecidos na altura e no nariz»

Avançado continua a ser suplente de luxo no Belenenses

• Foto: Vítor Chi

Tiago Caeiro não é um dos avançados mais utilizados na Liga NOS mas continua a fazer o que melhor sabe: marcar golos. Mesmo quando entra na parte final dos jogos - situação habitual - o atacante português ajuda o Belenenses com remates decisivos, como aconteceu na última jornada, contra o Estoril. Entrou aos 71 minutos, marcou aos 73', dando início à vitória dos azuis. Apesar de tudo, não se considera um suplente de luxo.

"O importante é ser útil à equipa e serei sempre mais um para ajudar, seja como titular ou a sair do banco. Sei que não sou nenhum velocista mas, além de finalizar, gosto de segurar a bola, ganhar faltas para a equipa respirar e acredito que sou importante na frente pelo trabalho que faço", resume.

O seu papel no plantel do Belenenses, mesmo não sendo titular, acaba por ser importante. Nem todos os clubes têm à disposição um matador no banco. "Tenho a noção que os golos que tenho feito, não só este ano, têm sido importantes. Tento sempre aproveitar ao máximo as oportunidades, porque dá-me um gozo enorme jogar, fazer golos e festejar com os adeptos e com os meus colegas. É fantástico!", afirma Tiago Caeiro.

O avançado fala abertamente da sua relação com os golos, da forma como foi aperfeiçoando o seu jogo para hoje, aos 33 anos, ser um goleador. "Temos dias!... É uma boa relação. Normalmente, quando estou bem, finalizo bem as jogadas. Fui adquirindo esta capacidade ao longo dos anos, porque não era assim. Quando era mais novo, estava em todo o lado menos na área. Era mais móvel do que sou hoje, mas fui mudando a minha forma de jogar, algo que é normal com a idade. Fui aperfeiçoando as minhas capacidades e acho que hoje sou um bom finalizador", considera.

Pormenor pouco conhecido dos adeptos em geral, dos não belenenses, é a alcunha do avançado, colocada pelos companheiros, há muitos anos: 'Ibrahimovic do Restelo'. Tiago Caeiro acha graça e conta a história, sublinhando as semelhanças com o astro sueco.

"O Ibrahimovic é um ídolo que tenho desde muito novo. Quando subi a sénior, ele estava a dispontar no Ajax e os meus colegas comparavam-me muito a ele, porque era bom tecnicamente. Obviamente que temos características diferentes mas gosto de ser apelidado dessa forma, apesar de saber que só somos parecidos na altura e no nariz!", rematou com humor.

Por Miguel Amaro
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Belenenses SAD

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.