Record

Belenenses frente à U. Leiria

MARCO AURÉLIO (3). Primeiro foram os cruzamentos e as jogadas em que, sóbrio e tranquilo, afastou a bola a pontapé. Enfim, veio a única defesa exigente, evitando a derrota aos pés de Freddy (75') após hesitação face ao isolamento de Caíco.

SOUSA (1). O primeiro lance não sai bem, o nervosismo aumenta, a bola parece "queimar", os erros acumulam-se. Há-de recuperar serenidade.

WILSON (3). Calmo e autoritário, formou dupla equilibrada com Filgueira e conseguiu cortes preciosos.

FILGUEIRA (3). Rigoroso nas marcações, foi subtraindo espaço às investidas dos avançados contrários, quer pela experiência que lhe permite desarmes no limite, quer pelo posicionamento sem mácula.

CARLOS FERNANDES (1). Discreto, sentira problemas quando Ludemar surgia no seu sector, mas ia mantendo concentração. Fatal foi a hesitação no empate, deixando que Douala, em velocidade, lhe ganhasse.

PELÉ (2). No primeiro tempo ainda foi colaborando para que o meio-campo não oscilasse. Mas perdeu consistência e terminou sem confiança, acumulando passes falhados.

MARCO PAULO (2). Generoso, empregou-se a fundo no transporte de jogo para a frente e arriscou o remate. Desgastado, não conseguiu recompensa para o labor.

HÉLDER ROSÁRIO (2). Rendido ao intervalo, após primeira parte em que Caíco lhe gerou problemas.

ANTCHOUET (2). Tanto trabalho para nada, quase sempre perdido sem apoio entre os defesas.

LEONARDO (1). Bom começo, perdendo ocasião de marcar. Depois, até sair, não voltou a salientar-se.

VERONA (1). Complicativo e sem lucidez.

RUI BORGES (1). Não trouxe a velocidade de que a equipa precisava.

MAURO (1). Sem ideias.
7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Belenenses

Notícias

Notícias Mais Vistas