Benfica emite nota sobre adepto hospitalizado após confusão em Coimbra

José Dinis fraturou a vértebra D12 e pode ter de ser operado

PUB

O Benfica esclareceu este domingo que o adepto que caiu sábado em Coimbra se encontra hospitalizado, tendo fraturado a vértebra D12. Segunda-feira será tomada uma decisão quanto a uma eventual cirurgia. José Dinis, de 30 anos, demorará no mínimo 8 semanas a recuperar.

De acordo com as águias, não participou nos desacatos, tendo sido empurrado. "Os seus amigos sabem identificar o responsável pelo empurrão e pela agressão, e a família avançará com os processos adequados. A própria direção da Académica prontificou-se de imediato a ajudar os familiares a identificar os responsáveis", acrescenta o Benfica.

E deixa uma mensagem dirigida a quem tem comportamentos menos inadequados nos estádios de futebol: "O SLB tem estado em contacto com a família e deseja as rápidas melhoras de José Dinis, reiterando de forma veemente o apelo e a mensagem de que é responsabilidade de todos, sem exceção e sem clubite, tudo fazer para eliminar e punir sem contemplações este tipo de comportamentos."

Comunicado do Benfica


PUB
"O Sport Lisboa e Benfica informa que o adepto do Benfica que caiu ontem no jogo em Coimbra chama-se José Dinis, tem 30 anos, vive naquela cidade, é economista e quadro da Sonae, está internado e sob observação no Hospital de Coimbra HUC e fraturou a vértebra D12 da coluna.
Na segunda-feira será tomada a decisão sobre a necessidade de se avançar com uma eventual operação, mas terá sempre um prazo mínimo de 8 semanas de recuperação.

Não esteve envolvido em qualquer desacato, mas, à passagem de indivíduos adeptos da Académica (escoltados pela Polícia) que tinham sido responsáveis pela confusão gerada, foi empurrado por um deles.

Os seus amigos sabem identificar o responsável pelo empurrão e pela agressão, e a família avançará com os processos adequados. A própria direção da Académica prontificou-se de imediato a ajudar os familiares a identificar os responsáveis.

O SLB tem estado em contacto com a família e deseja as rápidas melhoras de José Dinis, reiterando de forma veemente o apelo e a mensagem de que é responsabilidade de todos, sem exceção e sem clubite, tudo fazer para eliminar e punir sem contemplações este tipo de comportamentos. Lamentamos ainda que nos últimos seis meses seja o segundo adepto do nosso clube hospitalizado com gravidade."

PUB

Deixe o seu comentário
PUB
PUB