Record

100 anos: Félix Bermudes

PRESIDENTES HISTÓRICOS (IV)

Um símbolo, responsável pela escolha do nome Sport Lisboa e Benfica, aquando da fusão em 1908. O clube fica-lhe ainda a dever a paixão devotada nos momentos de crise. Foi sempre o primeiro a chegar-se à frente com dinheiro, como ocorreu em 1907, após a fuga de oito jogadores para o Sporting, que quase ameaçou a existência do Grupo Sport Lisboa.

No mesmo ano, promoveu uma subscrição pública a favor da colectividade, que rendeu 27 000 réis, uma pequena fortuna para a época. Foi eleito presidente do Sport Lisboa e Benfica em 15 de Julho de 1916 (ficou poucos meses no cargo) e haveria de acudir o clube um ano depois, em nova crise, voltando a ser eleito em 1930 (recusou tomar posse por divergências).

O seu grande interesse nunca foi o trabalho administrativo. Foi atleta do clube de 1905 a 1917, destacando-se no futebol, ciclismo e lawn-tenis. Em 18 de Janeiro de 1945 foram-lhe concedidos os galardões de Sócio Benemérito e de Sócio de Mérito. Em 1952 e 1954 fez parte da Comissão de Honra para o novo Parque de Jogos (Estádio da Luz). Faleceu a 5 de Janeiro de 1960.

A segunda fusão

Félix Bermudes ficou menos de três meses na presidência. No seu mandato, o clube concluiu a fusão com o Desportos de Benfica (17 de Setembro 1916), tendo sido elaborados novos estatutos, que só viriam a ser impressos em 1918. Após a junção, Nuno Freire Themudo foi eleito presidente. A 30 de Abril de 1917, quase todos os elementos abandonaram a Direcção e foi Félix Bermudes quem segurou as pontas.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas