Adeptos que invadiram relvado assumem irreflexão

Ficam com termo de identidade e residência

• Foto: Simão Freitas

Flávio Silva e Pedro Pinheiro, os dois adeptos do Benfica que invadiram o relvado do Estádio Capital do Móvel no passado sábado, foram ontem presentes ao Tribunal de Paços de Ferreira onde foram ouvidos pelo Ministério Público e lhes foi aplicado o termo de identidade e residência.

"Foi um impulso", reconhece Flávio Santos, de 34 anos, que assistiu ao jogo na primeira fila: "Faltavam poucos minutos para acabar o jogo e quando vi o deus grego perto de mim não consegui conter-me e corri na sua direção. Ainda tive a oportunidade de lhe dirigir umas palavras e ele disse-me que me oferecia a camisola no final do jogo." O benfiquista ainda tentou abordar Rui Vitória, mas acabou por ser detido pelos seguranças.

Pedro Pinheiro, de 21 anos, "não via um jogo do Benfica há mais de um ano" e tentou abordar Júlio César. "Ia pedir-lhe a camisola por ser o melhor guarda-redes que passou no meu clube, mas ele disse-me que já a tinha prometido a outra pessoa", assume o jovem que ainda reconhece que teve um ato irrefletido: "Não sabia que tinha estas repercussões."

Os dois adeptos passaram o fim de semana nas respetivas residências e não na prisão, como foi erradamente dito, a Record, pela GNR.

Por José Santos
4
Deixe o seu comentário
Atlético Goianiense - Newell's Old Boys1.983.053.76 Metropolitanos - Melgar2.872.962.42 Argentinos Juniors - Nacional Montevideo1.893.084.05 Santos - Barcelona de Guayaquil1.823.393.93 Deportivo Tachira - Olimpia Asunción4.183.371.77 Always Ready - Internacional2.683.092.48 Aliança - CS Alagoano4.873.671.49 Caxias - Ypiranga2.242.593.14 Novorizontino - Santo André1.543.215.26 Atletico Chiriqui - San Francisco3.283.441.98
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.