Advogado do Benfica anuncia mais processos: «Procissão ainda nem sequer saiu do adro»

João Correia explica pedido de indemnização ao FC Porto e admite hipótese de ações extravasarem fronteiras até ao verão

• Foto: Pedro Ferreira

João Correia, porta-voz da equipa de advogados do Benfica, explicou os motivos do pedido de indemnização ao FC Porto no valor de 17,7 milhões de euros e garantiu que o clube continuará a agir judicialmente contra "aqueles que ofenderam e atacaram o Benfica nas mais diversas vertentes", frisando que, até ao verão, "tudo o que é para acionar, será acionado". Isto ao mesmo tempo que deixou no ar a hipótese de os processos extravasarem Portugal.

"Isto é apenas o princípio de uma procissão que ainda nem sequer saiu do adro. Todos aqueles que ofenderam e atacaram o Benfica nas mais diversas vertentes (desportiva, moral, económica, empresarial, imagem, honra, dignidade, etc.) vão ser judicialmente acionados, não há dúvidas sobre isso", começou por dizer o advogado ao site das águias.

"Todos aqueles que atacaram e atacam o Benfica de forma vil serão devidamente acionados. Nada será esquecido. As repercussões são a curto, médio e longo prazo. Quem semeou ventos vai ter de colher tempestades. Vai ser muito notório, mesmo. E não sei se será apenas a nível nacional", acrescentou João Correia

Milhões pedidos ao FC Porto

O porta-voz dos advogados do Benfica explicou que os 17,7 milhões exigidos ao FC Porto "dizem respeito exclusivamente às questões de violação das regras da concorrência entre instituições, neste caso sociedades anónimas desportiva": "O que se passa é uma ação de indemnização que decorre da providência cautelar deduzida a favor do Benfica e que visa reparar os danos decorrentes da violação das regras de concorrência entre as duas SAD, isto é, os danos provocados pela SAD do FC Porto à SAD do Benfica".

O causídico não quis adiantar mais pormenores relativamente aos procedimentos judiciais que serão acionados nos próximos tempos: "Estamos a trabalhar todos nesse sentido e as coisas aparecerão na altura própria. Não fazemos pré-avisos sobre a natureza das ações que vamos pôr ou dos procedimentos criminais que vamos fazer, mas hão de aparecer, no momento próprio."

116
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.