Alcino António e os lenços brancos na Luz: «Uma ou duas pessoas estavam a assoar-se»

Vice-presidente do Benfica falou do desaire frente ao Shakhtar Donetsk

Alcino António, vice-presidente do Benfica, comentou a eliminação do Benfica da Liga Europa, vincando a tristeza que assola o universo benfiquista, mas desvalorizou os lenços brancos que foram erguidos no final do empate com o Shakhtar Donetsk, a três golos.

"Apesar de estarmos todos infelizes – é um misto de desilusão com infelicidade, por não termos passado à eliminatória seguinte - apraz-me registar o comportamento de todos os que estiveram nas quatro linhas. Foram exemplares para todos os simpatizantes e até dirigentes. Deram o máximo para ultrapassar esta eliminatória. Não o conseguiram, mas o sentimento dos benfiquistas é que se todos os nossos atletas, se derem tudo o em campo, serão ovacionados. Ontem foram ovacionados pela maior parte. Mas parece que uma ou duas pessoas estavam a assoar-se e a grande maquina comunicacional disse que eram lenços brancos. Uma pessoa já nem pode estar constipada no Estádio da Luz ao tirar o lenço, porque ao tirar já está a querer algo que não foi o que aconteceu", afirmou o responsável benfiquista, na BTV, tendo defendido que na receção ao Shakhtar Donetsk se sentiu "a mística" do Benfica, que os "atletas deram o máximo" e que o sentimento dos benfiquistas é de "inifinita tristeza".

O responsável benfiquista assumiu que o momento é de sofrimento, mas que é preciso ainda olhar para os troféus que podem vir a ser conquistados. "Faltam-nos 13 batalhas,. Vencendo-as, ganhamos o 38 e a Taça de Portugal", referiu, deixando ainda uma mensagem para que se pense no que pode mudar no futebol português: "É preciso pensar num futebol diferente, se pensarem na competitividade dos países que jogaram connosco, o nosso não se compara com Inglaterra, Espanha e por aí adiante. Há que pôr a mão na consciência. Até ontem não sabíamos qual era o calendário de uma prova desportiva. Como é que as famílias podem ajustar, no sentido de irem ver um jogo, quando não sabemos a hora e o dia quando há um sorteio. Se calhar o bom senso determinaria – é o que sinto – as últimas cinco jornadas serem todas à mesma hora. Para os arautos que falam da verdade desportiva, porque não começar por aí?".

31
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.