António Quadros: «Renato Sanches era um malandreco»

Jovem despontou no Águias de Musgueira

António Quadros, presidente do Águias de Musgueira, negociou Renato Sanches para a Luz em 2007/2008.
António Quadros: «Descobri Renato Sanches mas Benfica está a lapidá-lo»

Renato Sanches estreou-se a titular pelo Benfica e logo num importante compromisso europeu, frente ao Astana, na Liga dos Campeões, encontro que as águias empataram a dois golos. António Quadros, presidente do Águias de Musgueira, clube pelo qual Renato Sanches despontou para o futebol, assume que é apenas o início de uma carreira promissora.

“Acredito que pode chegar longe. É um miúdo que gosta de trabalhar e que luta pelo que gosta. Ganhou uma atitude diferente desde que foi para o Benfica. Por isso, costumo dizer que a pérola fui eu que a descobri, mas quem tem estado a lapidá-la - e muito bem - é o Benfica", referiu à Rádio Renascença.

O jogador chegou à Luz em 2008 e António Quadros admite que foi preciso algum esforço em "moldar" a mentalidade do médio de 18 anos.

“Ele era malandreco. Tive de o segurar várias vezes, pois queria deixar de jogar à bola. Mas consegui mantê-lo no caminho [certo] e hoje estou muito satisfeito - e admirado até - com a progressão que ele teve. Não só futebolisticamente, mas também disciplinarmente, o Renato está totalmente modificado".

O dirigente deixa, ainda assim, um "reparo" ao negócio que levou Renato Sanches do Águias de Musgueira à Luz. O clube da AF Lisboa ainda aguarda que o Benfica envie 25 bolas de futebol, algo que ficou prometido assim que o jogador assinasse contrato profissional: "Enviei um ofício registado ao presidente Luís Filipe Vieira, e um e-mail, mas nada. Não queremos exigir nada, mas gostaríamos que nos ajudassem com algum material para treinos", concluiu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.