Arbitragens contra a crise de resultados

Desempenho da equipa, sobretudo no aspeto defensivo, também merece alguns reparos

• Foto: Paulo Calado

Mesmo com a equipa isolada no primeiro lugar da classificação, os adeptos do Benfica estão apreensivos com os últimos resultados. Record ouviu três antigos dirigentes do clube que, apesar de admitirem algumas exibições menos conseguidas, não hesitaram em colocar a arbitragem no centro do mau momento das águias.

Com a derrota frente ao V. Setúbal ainda fresca, José Manuel Capristano não tem dúvidas que o trabalho do árbitro João Pinheiro tirou um ponto aos tricampeões. "Num penálti a hipótese de marcar é muito grande, especialmente numa equipa como o Benfica onde há especialistas para esses lances. Não consigo entender como ele não assinala o penálti", assume o antigo dirigente que continua confiante no ‘tetra’.

Esta opinião é comungada por José Manuel Antunes, que não tem dúvidas que as queixas dos rivais "tiveram consequências" e até aponta o momento da mudança de atitude dos árbitros em relação ao Benfica. "Desde que houve aquela invasão dos Super Dragões ao centro de estágio na Maia tudo mudou. O Benfica foi prejudicado nos três golos com o Boavista, com o Moreirense e agora com o V. Setúbal. Já o FC Porto foi beneficiado", afirma.

Para António Figueiredo também não há dúvidas que os encarnados têm sido "altamente prejudicados pela arbitragem e não só", dando como exemplo o castigo de 15 dias aplicado a Rui Vitória na sequência do Moreirense-Benfica da passada quinta-feira. "Se analisarmos o castigo de Rui Vitória e o de Jesus só posso dizer que ofende os benfiquistas. Jesus é ‘tetrabi’ reincidente e levou o mesmo castigo. É cuspir na cara dos benfiquistas", acusa.

Mea culpa

A arbitragem está no centro das queixas, mas o desempenho da equipa também não fica isenta de culpas, especialmente no capítulo defensivo – nos últimos cinco jogos, a formação de Rui Vitória sofreu nove golos. Apesar da liderança e do calendário dos tricampeões nacionais ser teoricamente mais acessível, os dirigentes aconselham a um toque a reunir e recusam a palavra crise.

7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.