As seis questões que o Benfica lançou à Liga e à FPF

Águias fazem apelo a uma semana do arranque da Liga em "defesa da transparência"

• Foto: Vítor Chi

A uma semana do arranque do campeonato nacional, o Benfica deixou seis questões à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e à Liga Portugal "em defesa da transparência". João Varandas Fernandes, vice-presidente das águias lembrou que na temporada passada "se viveu um ambiente asfixiante, de guerrilha permanente com o propósito de condicionar agentes desportivos, em particular a arbitragem", e que "esse estado de coisas tem de acabar".

Nesse sentido, o dirigente encarnado exigiu resposta a seis perguntas (que pode ler em baixo) por parte destas entidades que gerem o futebol em Portugal. Isto numa conferência em que lançou ainda um apelo a estes órgãos e ao TAD.

1) "Qual o ponto da situação em relação à invasão ao centro de treinos de árbitros na Maia? Já passou tempo de mais sem esclarecimentos. O caso parece esquecido sob um manto de silêncio e de opacidade. Mas nós não esquecemos..."

2) "Qual o ponto da situação sobre as queixas apresentadas por vários árbitros relativamente às ameaças que sofreram eles e suas famílias?"

3) "Qual a explicação da Liga Portugal para que em 2017/18 não se tenham cumprido os regulamentos na realizado da 2.ª parte do Estoril-FC Porto? Para quem se esqueceu, o jogo foi retomado 37 dias depois e nunca se percebeu esta decisão. A Liga deve dar explicações."

4) "Como se explica que o relatório de perícia feito pela FPF sobre a divulgação pública de contratos de jogadores do Benfica tenha sido publicado num blogue? O documento nunca foi recebido aqui e por isso é evidente que a fuga não teve origem no Benfica."

5) "Reconhecendo e assumindo a FPF e a Liga a falta de segurança no sistema de troca de correspondência sobre contratos que circulam entre os seus serviços, por que será que só há fuga de contratos do Benfica? E sempre em blogues associados a outros clubes? No mínimo, é coincidência a mais..."

6) Como se justifica o silêncio da Liga e FPF diante do crime de acesso indevido a correspondência privada por parte de um clube a outro que é concorrente direto? Já existem decisões de um tribunal do Porto e da ERC sobre a matéria. Este silêncio não se compreende, ainda mais porque há quem queira seguir com estas práticas.."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0