Record

Barreirense-Benfica, 0-1: A sentença de Petit

ENCARNADOS COM POUCAS IDEIAS PERANTE ADVERSÁRIO FORTE E ATREVIDO

Barreirense-Benfica, 0-1: A sentença de Petit
Barreirense-Benfica, 0-1: A sentença de Petit • Foto: Paulo César
Não foi um passo atrás no processo de construção da equipa nem motivo para gerar desconfianças em relação ao futuro. Diremos apenas que foi uma etapa necessária, embora dolorosa e menos interessante para o espectador, de a longa caminhada que se avizinha.

Luisão e Manuel Fernandes mostraram-se pela primeira vez; Geovanni, Simão e Nuno Gomes actuaram apenas meia hora; Nuno Assis jogou encostado à linha, origem de um jogo menos amplo do que é normal. E a vitória havia de surgir de forma inesperada, num tiro espectacular de fora da área, que levou a bola a entrar junto ao ângulo superior esquerdo da baliza de Paulo Silva. Essa foi a sentença de Petit, exuberante murro na mesa de quem pretendeu esclarecer que, para ele, o resultado tem sempre alguma importância.

Lentidão

A decepção maior provocada pelo Benfica não foi sequer a falta de magia evidenciada ao longo da hora e meia. A principal dificuldade foi em impor o seu jogo, num desvio surpreendente à cartilha de Ronald Koeman: a equipa não deu sentido prático à circulação da bola; foi lenta e previsível na elaboração dos lances; teve pouca fluidez nos movimentos de ataque e faltou-lhe amplitude ofensiva.

Perante um Barreirense motivado pelo estádio cheio, pelo nome do adversário e pela esperança de boa época na Liga de Honra, o Benfica não conseguiu viver a salvo de algum imponderável. Os encarnados nunca se entenderam com as diferenças anímicas; não foram suficientemente firmes na procura do golo e ainda abriram portas à entrada dos avançados nas costas da sua defesa.

Num cenário de equilíbrio (muito mérito da formação comandada por Rui Bento, que deu excelentes sinais), o Benfica aceitou as regras e continuou em busca da ideia que lhe foi escapando sistematicamente. Como aconchego de um fim de tarde pouco auspicioso, salvou-se as aparências com uma vitória. E ainda a felicidade de a construir com um golo absolutamente fantástico.
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M