Benfica diz que jogadores do FC Porto foram "humilhados" após jogo com Rio Ave

Encarnados afirmam que o sucedido "confirma bem a cultura de ódio alimentada pelos responsáveis" dos dragões

• Foto: Lusa

O Benfica criticou a forma como a direção do FC Porto permitiu que os jogadores portistas fossem "humilhados" e "insultados" pelos seus próprios adeptos após o empate em Vila do Conde, com o Rio Ave. 

"Igualmente mau – do pior que já se viu e que confirma bem a cultura de ódio alimentada pelos responsáveis daquele clube – é a imagem de humilhação e insulto a que foram sujeitos os seus próprios profissionais no final do jogo com o Rio Ave. Aquela imagem diz tudo. Contestação de adeptos perante maus resultados existe em todos os clubes. Sem exceção. Mas o papel que compete a Direções e Administrações responsáveis é dar o exemplo de moderação, bom senso e equilíbrio para que certos limites e a autoridade nunca sejam postos em causa", dizem as águias na sua newsletter diária, acrescentando: "

Tensão junto ao autocarro do FC Porto: Pinto da Costa e Conceição encararam adeptos em fúria
"Naquele episódio de Vila do Conde está representada, em todo o seu esplendor, a imagem que explica as invasões ao centro de treinos de árbitros, as ameaças permanentes a seus familiares e bens, os ataques a lojas do Benfica, o apedrejamento aos autocarros e carros de adeptos do nosso clube, os petardos de madrugada, a exibição de imagens com agressões e a recente afirmação do Oficial de Ligação aos Adeptos (OLA) do FC Porto, ameaçando na sua página de Facebook que chegou a hora de fazer justiça pelas próprias mãos."

Atirou a camisola e proibiu palmas: a fúria de Madureira vista na própria bancada
Os encarnados reagiram ainda ao pedido do FC Porto para ser recebido com urgência pelo Conselho de Arbitragem da FPF, dizendo que o mesmo "configura uma das tentativas de condicionamento mais ridículas e burlescas de sempre" e explicando por que motivo também pediram uma audiência com Fontelas Gomes: "O Benfica não aceita este tipo de chantagens e, como tal, requereu uma reunião ao Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol para analisar as graves acusações feitas. E também para garantir que, quem tem aquele comportamento com os seus próprios atletas à vista de todos, não se sinta livre para também exercer qualquer tipo de ameaça junto dos árbitros e dos seus familiares."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.