Benfica fala em "decisão muito grave" da FPF e avança com providência cautelar

Encarnados reagem à confirmação do castigo de um jogo à porta fechada

O Benfica anunciou que vai avançar com uma providência cautelar junto do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) para suspender o castigo de um jogo à porta fechada. A suspensão foi confirmada esta terça-feira pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que rejeitou os recursos das águias mas também do Sp. Braga.

Numa nota no seu site, os encarnados falam numa "decisão séria e muito grave" da FPF ao considerar improcedente o recurso.

Como Record deu hoje conta, o grau de probabilidade de a providência ser aceite é grande, porque, de acordo com fonte federativa, a FPF não vai opor-se caso seja chamada a pronunciar-se. A razão desta não-oposição é a possibilidade de existir dano irreparável, ou seja, os clubes poderem ter razão no futuro, já depois de terem sido punidos. Este é, de resto, o procedimento habitual.

Leia o comunicado do Benfica na íntegra:

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD entende como séria e muito grave a decisão da Federação Portuguesa de Futebol, através do Conselho de Disciplina, de considerar improcedente o seu recurso do castigo aplicado de um jogo à porta fechada no Estádio da Luz.

Informamos que avançaremos de imediato com o devido procedimento cautelar, junto do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), com vista à suspensão dos efeitos da decisão em causa e posterior impugnação da mesma.

A Direção do Sport Lisboa e Benfica tornará pública uma posição sobre esta matéria junto dos Sócios na próxima Assembleia Geral do Clube, que se realiza sexta-feira, dia 28 de setembro.

Lisboa, 25 de setembro de 2018"

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Pai de Koch é aliado

Benfica mantém contactos com o familiar do alvo para a defesa. Antigo jogador está agradado com o que ouve

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.