Benfica questiona se não é de repensar o calendário

Águias falam em desvantagens das equipas portuguesas face a adversários diretos de outros países

• Foto: Reuters

O Benfica reforçou a mensagem de Rui Vitória quanto às preocupações com o calendário, considerando que "com o quadro competitivo atual, as equipas portuguesas estão em desvantagem face a adversários diretos de outros países com calendários mais equilibrados". 

"O Benfica cumprirá hoje, em Montalegre, o 28º jogo oficial da temporada. Seguem-se, ainda em 2018, o Sp. Braga (Liga) e o D. Aves (Taça da Liga). Ou seja, terminará o ano com 30 jogos realizados na época em curso. Mais do que qualquer outra em Portugal.  Se o Benfica conseguisse chegar o mais longe possível nas três competições a eliminar em que está atualmente envolvido, teria de somar os 34 jogos (garantidos) do campeonato, a um total de 7 da Taça de Portugal, 5 da Taça da Liga, 10 da Liga dos Campeões (já realizados) e mais 9 da Liga Europa. Isto é: há um potencial máximo de 65 jogos para fazer em 2018/19 – coisa que passaria a constituir um novo recorde.  Como há vários jogadores internacionais no plantel do Benfica que são chamados regularmente às respetivas seleções, isto quer dizer que alguns deles teriam a possibilidade de terminar esta época com mais de 70 jogos!  Não está a chegar o momento de parar para pensar?", questiona na News Benfica.

O Benfica frisa que o discurso de Rui Vitória "não deve ser entendido como uma queixa, muito menos como a chamada de atenção para um factor negativo em relação aos rivais nacionais".

12
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0