Benfica reconhece dificuldade em segurar jovens "face ao assédio" de "clubes europeus ricos"

Encarnados falam em "jogadores que reconhecidamente têm qualidade para jogar em qualquer das principais equipas do mundo"

O Benfica dedicou a sua newsletter diária desta quinta-feira à formação e reconheceu que muitas vezes é difícil segurar os jovens craques no Seixal.

"A grande dificuldade é conseguir mantê-los o maior número de anos possível face ao assédio que a sua qualidade merece por parte dos mais ricos clubes europeus", escrevem os encarnados. "São jogadores que reconhecidamente têm qualidade para jogar em qualquer das principais equipas do mundo e alguns já com títulos internacionais ao serviço da seleção."

O clube constata também, "com enorme satisfação ", que a "base do onze titular mais vezes utilizado esta época" tem "uma maioria de jogadores nacionais": Ferro; Florentino; Nuno Tavares; Pizzi; Rafa; Rúben Dias. Aos quais acrescem outros sete que estão no plantel: André Almeida, Chiquinho, David Tavares, Gedson, João Ferreira, Jota e Tomás Tavares. Isto sem contar com Nuno Santos, Pedro Álvaro e Tiago Dantas que, tendo integrado o estágio de pré-época, "estão neste momento na equipa B".

A finalizar uma palavra para o clássico de sábado, com o FC Porto: "Da nossa parte, foco total aos verdadeiros protagonistas – os treinadores e os jogadores – e à sua arte e magia que apaixona milhões."

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.