Ações da SAD do Benfica valorizam mais de 70% após anúncio da OPA

As ações da SAD dos encarnados nos 4,7 euros

Estádio da Luz
Estádio da Luz

As ações da SAD do Benfica estão a subir 70,29% para os 4,7 euros esta terça-feira, 19 de novembro, depois de o Sport Lisboa e Benfica SGPS, que detém 66,9% das ações de categoria B da SAD, ter lançado ontem à noite uma oferta de aquisição (OPA) sobre o equivalente a mais 28,06%.

Segundo o anúncio preliminar de lançamento da OPA, divulgado esta segunda-feira à noite junto da CMVM, o preço da oferta é de 5 euros, o mesmo a que as ações entraram em bolsa em 2001. Esta oferta corresponde a um prémio de 81,15% face ao fecho da sessão desta segunda-feira (2,76 euros).

Com a subida superior a 70%, as ações da SAD do Benfica aproximam-se do valor que a SGPS oferece na OPA. As ações estão a negociar em máximos de julho de 2007 - mês em que foi noticiada uma OPA à SAD por parte de uma empresa chinesa que iria oferecer 7 euros por ação -, altura em que atingiram um máximo intradiário de 6,11 euros. A estreia da cotada deu-se a 31 de maio de 2007.

Nos anos seguintes a cotada desceu até atingir um mínimo histórico de 32 cêntimos a 12 de dezembro de 2012. Posteriormente recuperou, mas sem voltar ao patamar dos 4 ou 5 euros. 

O número de títulos negociados está bastante acima do normal: na sessão de hoje já trocaram de mãos mais de 50 mil ações ao passo que a média diária é de 5,7 mil. 

A subida de hoje é a mais expressiva de sempre - considerando apenas as variações de fecho -, superando a sessão de 15 de junho de 2007, dia em que as ações subiram 54,28%. Nesse dia, segundo a Bloomberg, a Metalgest SGPS, empresa controlada por Joe Berardo, anunciou que oferecia 3,5 euros por 9 milhões de ações de categoria B da SAD benfiquista.

SAD continuará em bolsa

O intuito da SLB SGPS é ficar com a quase totalidade das mesmas. Ou seja, comprar quase tudo o que não controla na SAD benfiquista.

"O preço oferecido por ação visa assegurar que os acionistas que adquiriram as suas ações na sociedade visada no decurso da oferta pública de distribuição em 2001 possam vender as ações de que são titulares a um preço semelhante ao preço nominal a que as mesmas foram então subscritas (1.000 escudos, ou seja, 4,99 euros)", explicou o clube em comunicado. O valor máximo da operação é de 32,7 milhões de euros

A SLB SGPS detém todas as ações de categoria A, que são 40%, incidindo agora a compra sobre as de categoria B (ordinárias). A um preço de 5 euros por ação, a SAD fica avaliada em 115 milhões de euros, valor que iguala assim o do seu capital social.

O Benfica revelou também que não irá requerer a saída de bolsa da SAD benfiquista, "mantendo-se assim as ações admitidas à negociação em mercado regulamentado (Euronext Lisbon)".

Por Negócios
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.