Bruno Costa Carvalho: «Quem ignorar ou desdenhar as minhas ideias comete um erro tremendo»

Assume-se como único candidato com visão estratégica para o futuro do Benfica

• Foto: Movenotícias

Bruno Costa Carvalho reiterou esta quinta-feira que é "o único candidato com uma visão estratégica para o futuro do Benfica" e pegou no exemplo do Bayern Munique que ontem se sagrou campeão alemão pela oitava vez consecutiva. "O Benfica, com a sua total irrelevância na Liga dos Campeões corre sérios riscos de perder o comboio do futuro, o comboio dos grandes jogos, de poder defrontar os maiores da Europa", frisou o assumido candidato à presidência do Benfica através da conta de Facebook.

O empresário portuense, de 51 anos, apontou à diferença relativamente às restantes listas, vincando que não tem por hábito insultar Luís Filipe Vieira. "Gostava de discutir ideias para estarmos no caminho certo para superar este momento decisivo que o Benfica vive. Mas, estou totalmente sozinho. De todos os outros lados não há ideias. Só há ataques e mais ataques, em páginas encomendadas, em textos mal escritos em blogs a soldo de candidatos", frisou.

Leia a mensagem na integra:

A importância do meu projeto para o Benfica

Todos vimos o Bayern de Munique ser campeão pela oitava vez consecutiva. A Juventus foi o campeão em Itália nos últimos 8 anos. Em França, há o domínio absoluto do todo poderoso PSG. Em Espanha ou ganha o Barcelona ou o Real Madrid.

Se pensarmos que as receitas dos clubes estão cada vez mais indexadas às transmissões dos jogos pela televisão (ou meios digitais), é clara a vontade das grandes equipas jogarem cada vez mais entre si, uma vez que as competições internas são cada vez menos interessantes e cada vez mais desniveladas.

O Benfica, com a sua total irrelevância na Liga dos Campeões corre sérios riscos de perder o comboio do futuro, o comboio dos grandes jogos, de poder defrontar os maiores da Europa.

Eu não sei bem qual o nível de aceitação das minhas ideias no universo Benfiquista, mas faço, desde já, um aviso: quem as ignorar ou desdenhar delas comete um erro tremendo.

Vivemos tempos decisivos. Vivemos um tempo que marcará o futuro do Benfica para sempre. Temos que nos concentrar nas ideias e em não perder o comboio europeu.

Sei que a minha campanha é diferente. Não agrada aos mais radicais porque não passo a vida a insultar o Presidente, reconhecendo até muitas coisas bem feitas.

Esses esquecem-se que tenho a autoridade moral de quem criticou anos a gestão do Benfica, mas sempre de forma construtiva. Tenho, também, a autoridade moral de não ter despertado agora para os problemas do Benfica. Não preciso recordar que nunca estive lá dentro.

Gostava de discutir ideias para estarmos no caminho certo para superar este momento decisivo que o Benfica vive. Mas, estou totalmente sozinho. De todos os outros lados não há ideias. Só há ataques e mais ataques, em páginas encomendadas, em textos mal escritos em blogs a soldo de candidatos.

É pena, mas eu não me vou desviar do meu rumo.

O que me importa é o Benfica e sei que sou o único candidato com uma visão estratégica para o futuro do Benfica. Vou continuar a partilhar a minha ideia para o Benfica com todos. Até sermos a maioria.

Todos p'lo Benfica!

Por Flávio Miguel Silva
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0