Bruno Lage: «Estive aqui meia hora aos gritos à procura das chaves e não era preciso»

Técnico desvaloriza contestação das últimas semanas e reforça bom momento do Benfica

O resumo do Benfica-Rio Ave: casos, golos e outros lances

Nas últimas semanas Bruno Lage chegou a ser contestado devido aos maus resultados do Benfica na Liga dos Campeões e a exibições menos conseguidas no campeonato. Os encarnados voltaram a demonstrar solidez nos últimos dois encontros, mas Bruno Lage não pensa assim. No final da vitória do Benfica frente ao Rio Ave, este sábado, na Luz, o técnico utiliza uma comparação curiosa para explicar o momento do Benfica.

"Agora as estatísticas são favoráveis, mas pensem no que nos aconteceu em cinco jogos, parecem cinco semanas, mas foram duas. Foi como perdermos a chave de casa: houve meia hora de barulho e de repente encontrámos a chave. A equipa não se estava a encontrar, muito barulho, mas os adeptos têm dado uma resposta fantástica. Não estavamos num bom momento, mas eles apoiaram e a equipa voltou a encontrar-se. Encontrámos mais rápido as chaves para entrar. Estive aqui meia hora aos gritos à procura das chaves e não era preciso", sublinhou.

Lage, o relvado da Luz e o jogador que fechou "um buraco enorme junto do banco do Rio Ave"
Ausência de Grimaldo e Raúl de Tomás

Bruno Lage explicou também a lesão de Grimaldo e a nova ausência de Raúl de Tomás da convocatória. "Com o Grimaldo não se passa nada, foi gestão de esforço. Sentiu fadiga e pediu a substituição. O Raul é opção, decidi manter a mesma convocatória do jogo do Portimonense para o Rio Ave", afirmou.

O técnico revela que nenhum jogador está fora das contas, mesmo quando sai do onze titular diretamente para a bancada, como aconteceu agora com Samaris e já antes com Florentino. "Hoje estive presente no treino dos não convocados, para dizer 'estou aqui a ver-vos treinar'. A qualquer oportunidade quem não joga pode entrar. O treinador tem de ser verdadeiro com os jogadores e transmitir a verdade, a minha forma de trabalhar é esta. Sempre que tiverem uma oportunidade para jogar mostrem-se que eu conto com eles. Estou muito satisfeito com a qualidade e o trabalho da nossa equipa. Têm de continuar a trabalhar e nós decidimos a cada momento o melhor onze para fazermos um bom trabalho", concluiu.
A carregar o vídeo ...
"Muito barulho, muito barulho" para depois encontrar as chaves: a analogia de Lage

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.