Bruno Lage: «Infelizmente sofremos um golo e não marcámos o nosso...»

Técnico explica o que faltou para garantir o passaporte para a final

• Foto: Paulo Calado

Desapontado com o afastamento da final da Taça de Portugal, em face de uma derrota por 1-0 diante do Sporting, Bruno Lage admitiu que o que fez a diferença foi a menor eficácia do Benfica no conjunto das duas mãos, nas quais, explica, a formação da Luz acabou por ser mais forte.

"No conjunto das duas partidas fomos a melhor equipa, mas infelizmente sofremos o golo que nos dá a desvantagem e não marcámos o nosso. Não foi um jogo bem jogado, ao nível do que temos feito com os outros grandes. Foi muito parado, com muitas faltinhas aqui e acolá. Tive essa noção logo nos primeiros minutos, com o jogo a ter muitas travagens quando ganhávamos a bola e procurávamos sair. Fomos travados constantemente e isso leva a que o jogo seja assim. A primeira parte teve muitas faltas e não teve dinâmica ofensiva. E é isso que queremos ver nos grandes jogos. Foi assim na Taça da Liga, num jogo onde perdemos, mas que foi bem disputado. Não aconteceu hoje. Não tivemos essa capacidade para circular de forma eficaz. Marcou o Sporting o golo. Fica o lamento de não termos jogado e de termos falhado as duas a três oportunidades claras que tivemos para marcar"

Surpreendido com o Sporting?

"Aconteceu o que prevíamos: o Sporting a sair a três, a tentar dar largura ao jogo, condicionando a nossa fase de construção. Foi basicamente isso e até estávamos preparados para tal. No entando não tivemos capacidade para procurar o espaço interior, porque jogámos contra dois médios e não tivemos capacidade de encontrar e procurar espaços e atacar a linha defensiva. Não tivemos essa capacidade e o jogo fica nisso, muito embrulhado e parado. Não nos permitiu tornar o jogo mais feliz."

Bruno Fernandes decisivo

"Acaba por marcar o golo cá e lá. Faz a diferença nesse sentido. Mas o que fez a diferença para o nosso lado foram as imensas oportunidades que tivemos e não aproveitámos, tanto aqui como na Luz. A do Seferovic com o pé e depois com a cabeça... Depois aquela do Jonas, que é como um penálti que costuma marcar. Não estou a apontar o dedo, mas estou a falar das oportunidades que tivemos. A vantagem do Sporting sai pelo golo que marcaram na nossa casa"

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.