Bruno Lage: «O caminho é não crucificar ninguém mas sim valorizar as ações positivas»

Treinador explica como vai gerindo o plantel do Benfica, não só do ponto de vista físico, mas também das emoções

• Foto: Fernando Ferreira

Bruno Lage espera dificuldades na partida de domingo, diante do V. Setúbal. O treinador do Benfica avisa que a sua equipa terá de estar ao seu melhor nível para somar os três pontos diante de uma equipa "com excelente organização". O técnico falou da forma como gere o plantel e as emoções decorrentes de cada partida.

V. Setúbal
"Tem feito fora de portas resultados interessantes, conquistaram alguns pontos que os deixa mais próximos da permanência. Estamos numa reta final e vamos jogar com uma equipa com excelente organização e que nos vai criar dificuldades. Vamos ter de estar ao nosso melhor para conquistar os 3 pontos."

A forma como os outros olham para o Benfica
"A nossa forma de olhar para, entendo que o vosso [jornalistas] trabalho é muito disto, de grandes elogios ou de grandes desgraças. Nós aqui vivemos no equilíbrio, com o controlo das emoções, sabendo de antemão que quando vencemos nem tudo está bem e que quando as coisas não acontecem como queremos nem tudo está mal. É um caminho que se faz dia a dia, claro que toda a gente gosta de ser reconhecida, ficamos satisfeito quando somos reconhecidos pelo nosso trabalho, pelo empenho, mas a nossa linha orientadora é fazer o nosso percurso normal, de evolução e de jogar."

Mudanças no onze e eventual renovação de Samaris
"A nossa forma de ver as coisas é preparar bem os jogadores, perceber o adversário e ir a jogo com a equipa e a estratégia que nos dê mais garantias para jogar. Nos últimos 3 meses e meio todos os jogadores têm jogado, todos tem jogado de início, estamos satisfeitos com rendimento do Samaris, do Fejsa, do 'Tino' e do Gabriel. Estamos satisfeitos com o rendimento dos jogadores e nunca olhamos para o lado menos positivo da sua prestação. Estamos num jogo de erro nosso, porque erramos mais dentro do campo do que acertamos. O caminho é não crucificar ninguém, mas sim valorizar as ações positivas, quer individual, quer coletivamente."

Gestão física
"A gestão não é física, é de equipa. É perceber muito bem que em determinada idade a recuperação é diferente, temos de ter presente essa gestão, mas a gestão é em função do que pretendemos para o jogo, do plantel e não do jogador. É da estratégia que temos para cada jogo. 

Impacto das provas europeias na resolução do campeonato
"Vejo pelas diferenças que os adversários podem criar a qualquer uma das equipas. Isso é o que me deixa preocupado, que problemas o V. Setúbal vai colocar, que tipo de espaço nos pode oferecer, que situações podemos criar para termos as nossas oportunidades de golo. É isto que nos deve preocupar. Há um espaço de 3 ou 4 dias que dá para a equipa refrescar."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.