Cadeiras pelo ar, agressões e petardos na assembleia geral do Benfica

'Vice' e secretário da Mesa foram agredidos no mais concorrido ato da ‘era Vieira’. Corpo de intervenção da PSP chamado

A carregar o vídeo ...
Canta-se "Benfica é nosso" numa AG quente na Luz

Os responsáveis encarnados já esperavam uma forte adesão dos sócios à assembleia geral (AG) ordinária de ontem à noite, mas os ânimos exaltaram-se ao ponto de terem existido insultos e até agressões a responsáveis do clube. O vice-presidente da mesa da AG, Virgílio Duque Vieira, e o seu primeiro secretário, Jorge Arrais, sofreram na pele a contestação dos sócios e o cenário só veio a acalmar com a posterior chamada do corpo de intervenção da PSP, já depois do reforço do dispositivo policial.

Uma vez que Luís Nazaré pediu escusa – está em campanha eleitoral na corrida pela mesa da assembleia de freguesia de Alvalade –, Duque Vieira foi o responsável máximo pela condução do ato. E quando um sócio lhe dirigia críticas, o dirigente interrompeu-o: "Ainda não perceberam que sou eu quem manda aqui." As palavras tiveram efeito imediato e várias dezenas de adeptos precipitaram-se para a mesa, tendo Duque Vieira sido agredido com uma chapada. O ambiente incendiou-se e uma das várias cadeiras que já andavam pelo ar acertou em Jorge Arrais, 1º secretário da mesa da AG. O dirigente voltou aos trabalhos, mas já com gelo na face.

Refira-se que, durante esta fase de maior tumulto, até petardos foram deflagrados no pavilhão. Complicado foi também o clima para Duque Vieira, que a cada posterior intervenção via os sócios pedirem a sua demissão.

Luís Filipe Vieira contestado

Outra das tónicas dominantes na AG de ontem passou pelo facto de as intervenções com críticas para com o planeamento da época de Luís Filipe Vieira terem sido sempre muito aplaudidos, enquanto os discursos elogiosos foram maioritariamente assobiados pelos cerca de 1400 sócios presentes – esta foi, aliás, a mais concorrida AG desde que Vieira assumiu a presidência do clube, em 2003. "Benfica é nosso" foram palavras de ordem muito repetidas e o responsável máximo das águias foi até confrontado cara-a-cara por um sócio, tendo um outro insultado a Mesa antes de proceder à sua intervenção.

O ‘vice’ Nuno Gaioso também foi insultado na hora em que apelou à calma antes da votação, dizendo que o Benfica "tem uma equipa muito competitiva". Grande parte dos presentes, diga-se, mostrou-se a favor de Rui Costa e Nuno Gomes.

Por Filipe Pedras e Pedro Ponte
82
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.