Camilo Lourenço: «A questão de fundo do Sporting é estar no 2.º lugar»

Bruno de Carvalho disse que Benfica está "falido"

• Foto: Pedro Catarino

Camilo Lourenço considera que o comentário feito por Bruno de Carvalho, no Facebook, em que acusa o Benfica de estar "falido" tem de ser entendida à luz da "discussão desportiva" resultante da luta pelo 1.º lugar no campeonato entre os dois rivais de Lisboa.

O especialista em assuntos económicos lembra que "qualquer empresa com capitais próprios negativos está em situação que corresponde a falência técnica" e que esse é o "problema geral do futebol português".

"Basta olhar para as contas dos clubes portugueses para perceber que é um problema de fundo, que tem de ser resolvido", frisa a Record.

Camilo Lourenço analisa também a entrega dos passes dos jogadores como garantia, não encontrando nessa prática nada de estranho. E explica: "Esta discussão nada tem a ver com hipotecar passes de jogadores. Em qualquer negócio é normal ser dada uma garantia. Se uma empresa não tiver liquidez suficiente tem de dar uma garantia para concretizar um negócio e muitas vezes, mesmo tendo essa disponibilidade, prefere essa solução para não ficar desprevenida".

Perante isto, sustenta que o post de Bruno de Carvalho resulta da "discussão típica" de final de campeonato, numa altura em que Benfica e Sporting só estão separados por dois pontos. "A questão de fundo do Sporting é estar no 2.º lugar", acrescenta.

Para Camilo Lourenço, em "situações de grande competitividade é normal esta tensão". "Há sempre mind games, ainda há dias o Jesus protagonizou um, com os clubes a provocarem-se uns aos outros. Seria preferível que não acontecesse mas tendo dirigentes com o nível que conhecemos...", finaliza Camilo Lourenço, que tem simpatia pelo Benfica.

Por Sandra Lucas Simões
89
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.