As alterações de Rui Vitória na segunda parte colheram grande parte das críticas dos benfiquistas nas redes sociais após a derrota caseira frente ao FC Porto (0-1), que deixou os tetracampeões nacionais mais longe do penta. Record foi ouvir um painel de treinadores.

"O problema do Benfica não esteve nas substituições. Foi mais agressivo nos duelos e foi mais incisivo sobre o portador da bola. Na 2ª parte, o FC Porto fez uma coisa que o Benfica demorou muito a perceber: colocou Brahimi e Otávio a jogar entrelinhas. Muitas vezes, o Benfica ficou em igualdade numérica e fica exposto ao FC Porto. Samaris não entrou para defender, é exatamente o contrário. Rui Vitória faz a substituição para ganhar o equilíbrio do meio-campo", disse a Record Carlos Azenha.