Carrillo ainda luta contra má conduta

Diretor-desportivo da seleção peruana revela que o jogador foi informado das regras

• Foto: Reuters

O diretor-desportivo da seleção do Peru, Juan Carlos Oblitas, concedeu uma entrevista ao diário ‘El Bocón’, na qual abordou as situações de jogadores que não são chamados por condutas impróprias. No lote são incluídos os nomes de Jefferson Farfán [Al-Jazira] e... Carrillo.

Confrontado com o afastamento destes jogadores apartados por indisciplina – assim é colocada a questão – no que resta da fase de apuramento para o Mundial’2018, o responsável responde assim. "Prefiro falar em má conduta. Há condutas que incomodam, chateiam, e talvez para os próprios jogadores não sejam tão importantes. Mas para nós são importantíssimas", atira.

Oblitas sublinha, inclusive, que Carrillo já foi alertado pelo selecionador Ricardo Gareca na visita que este fez a Portugal no último mês de julho. "Na sua última viagem à Europa, informou todos sobre estas alterações na metodologia de trabalho fora de campo", explica, insistindo que o reforço encarnado não vê a seu favor a longa paragem: "Jefferson [Farfán] tem contra si o tempo que esteve parado, e o mesmo acontece com o Carrillo. É certo que já começou a jogar pelo Benfica, mas é Gareca a avaliar quem está nas melhores condições. [...] Têm de aceitar as regras que está a impor".

Recorde-se que, durante a fase de preparação para o último jogo que Carrillo disputou pelo Peru (contra o Chile, a 14 de outubro do ano passado), foi noticiada a sua presença até horas impróprias numa discoteca em Lima (Peru).

Por Filipe Pedras
28
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.