Carrossel emotivo na Luz

As palmas prometidas de Vitória não foram bem recebidas por todos mas no final houve aclamação

• Foto: Pedro Ferreira

Rui Vitória havia anunciado uma das mudanças operadas no futebol do Benfica para antes do apito inicial. Como prometido, o técnico das águias acercou-se do banco e esperou pela entrada das equipas para aplaudir os seus jogadores. A ação premeditada do ribatejano mereceu um misto de aplausos e assobios, a mesma reação que pôde ser ouvida das bancadas da Luz quando o nome do técnico foi pronunciado pela instalação sonora.

O público tentou empurrar a equipa para a vitória desde cedo, mostrando-se efusivo a cada boa ação conseguida mas o entusiasmo passou a... impaciência em cerca de 15 minutos, face a ataques por parte da equipa visitante. Os assobios notados ao intervalo na recolha às cabines não mais se ouviram no 2º tempo, muito por culpa do lance imaginado por Jonas aos 49 minutos, que redundou na vantagem do Benfica.

No final, imperou a aclamação dos adeptos, que não arredaram pé até à saída da equipa encarnada rumo ao túnel, sob forte ovação. Afinal, o dia era de reconciliação total não sendo, por certo, uma coincidência a entrada no balneário antes do jogo em amena cavaqueira (que as câmaras da BTV gravaram) entre Rui Vitória e Tiago Pinto, o tal que havia ficado perplexo com a permanência do técnico, segundo palavras do presidente Luís Filipe Vieira.

Por Flávio Miguel Silva e Pedro Ponte
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.