Casa que recebe águias implicou investimento de 125 milhões de euros

Só relvados são 13

• Foto: Pedro Ferreira

Inaugurado no outono de 2012, Saint George’s Park custou 125 milhões de euros, e grande parte do bolo saiu do bolso dos contribuintes ingleses, que aplaudiram a ideia de criar um centro de estágio de última geração que pudesse receber todas as seleções de Inglaterra e, ao mesmo tempo, ser financeiramente rentabilizado com o aluguer das instalações a equipas e outras seleções que não têm a possibilidade financeira de construir uma infraestrutura com estas dimensões. Além de 13 relvados, há dois campos destinados a treino de guarda-redes, um pavilhão dedicado ao futsal e até um areal para o futebol de praia.

Para se ter uma ideia, a cidade do futebol inaugurada pela Federação Portuguesa de Futebol custou cerca de 15 milhões de euros, com comparticipações da UEFA e da FIFA. Estes números ‘modestos’, relatados por Record, deixaram os responsáveis ingleses boquiabertos. "E foram campeões da Europa", referiu um dirigente que espera ver os seus compatriotas a garantirem o retorno desportivo, já em 2018, no Mundial da Rússia. *

Por João Soares Ribeiro
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.