Catió Baldé acusado de comprar vistos para jovens jogadores do Benfica

Revista 'Sábado' revela acusação do Ministério Público

• Foto: Luís Manuel Neves

Catió Baldé foi acusado de corrupção passiva por ter pagado mais de 20 mil euros a um funcionário da embaixada portuguesa na Guiné-Bissau, de modo a que este conseguisse um visto para atletas que queriam prestar provas no Benfica.

Esta acusação do Ministério Público, a que a revista 'Sábado' teve acesso, relata acontecimentos de fevereiro de 2014, quando a embaixada de Portugal na Guiné-Bissau negou o pedido de vistos de entrada em território nacional a três jovens futebolistas.

Por Sábado
41
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.