Record

Chiquinho Carlos: «Há quem não esteja cansado...»

ex-jogador otimista para "dobradinha"

Chiquinho Carlos: «Há quem não esteja cansado...»
Chiquinho Carlos: «Há quem não esteja cansado...» • Foto: PEDRO FERREIRA

O ex-futebolista brasileiro Chiquinho Carlos, jogador da equipa do Benfica que conquistou a última "dobradinha", em 1986/87, recordou à agência Lusa a "alegria imensa" de ter vencido na mesma época campeonato e Taça.

"É sempre bom ganhar o campeonato e a Taça de Portugal. Logo na minha primeira época no Benfica, tive a felicidade de ganhar as duas competições", disse Chiquinho Carlos, que integrou o plantel do Benfica nas temporadas de 1986/87 e 1987/88.

Chiquinho Carlos acredita que uma equipa que chega à final da Taça de Portugal depois de se ter sagrado campeã nacional tem uma motivação suplementar para esse jogo, face à possibilidade de conquistar a denominada "dobradinha" (Liga + Taça de Portugal).

"Vir de uma vitória no campeonato nacional e ter a possibilidade de vencer a Taça de Portugal, como é o caso do Benfica esta época, é algo que motiva os jogadores de forma suplementar", explica.

Chiquinho refere que o Benfica tem a possibilidade de vencer mais uma prova, para juntar ao campeonato e Taça da Liga, e mesmo com o cansaço de alguns jogadores acredita que é isso que vai acontecer domingo frente ao Rio Ave, no Estádio Nacional.

"Mesmo que alguns jogadores estejam cansados da final da Liga Europa, o Benfica tem outros jogadores, como Enzo Perez, Markovic e Salvio, que não participaram no jogo de quarta-feira e que podem ajudar a voltar a alcançar a 'dobradinha' muitos anos depois", justifica Chiquinho Carlos.

O brasileiro, que representou ainda Vitória de Guimarães (1988/91), Sporting de Braga (1991/93) e Vitória de Setúbal (1993/95), recorda que jogar a final da Taça de Portugal, no Jamor, é "diferente de qualquer outro jogo" e é "o desejo de todos os jogadores".

"Acho que os jogadores do atual plantel do Benfica, com a época fantástica que têm feito, vão fazer tudo para tentar vencer domingo o Rio Ave e erguer mais um troféu", finalizou.

Em 1986/87, Chiquinho Carlos foi o segundo melhor marcador do Benfica, com 14 golos, contra 20 de Rui Águas, e o rei dos goleadores na Taça, com cinco tentos, nenhum deles na final, resolvido com um "bis" de Diamantino (2-1 ao Sporting).

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M